Da Redação*

Tudo pronto para uma das feiras de tecnologias agropecuárias regionais que mais crescem no Tocantins. A Feira Agrotecnológica da Região Sudeste do Tocantins (Agrosudeste), já em sua 5ª edição, acontecerá entre os dias 11 e 13 de abril do corrente ano, na cidade de Almas, o maior polo de aquicultura do estado.

O evento tem como proposta fomentar o desenvolvimento rural e atrair um público estimado de cinco mil pessoas e já se tornou uma tradição na região. Ela é coordenada pelo governo do Estado por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e das Secretarias da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), bem como pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa),  Banco da Amazônia, Serviço de Apoio as Pequenas e Micro Empresas (Sebrae), Prefeitura Municipal de Almas, Central das Associações de Almas e Porto Alegre e Colégio Agrícola de Almas, com o apoio de parceiros e instituições privadas.

O técnico agrícola do Ruraltins, João Albuquerque Filho, coordenador da Agrosudeste, explica que várias unidades de produção vêm sendo implantadas no Colégio Agrícola de Almas, local onde será realizada a feira, para serem apresentadas durante o evento, aos produtores e visitantes.

a parceria já obteve muitos benefícios e os resultados poderão ser observados a médio e longo prazo  (Foto: Divulgação)
a parceria já obteve muitos benefícios e os resultados poderão ser observados a médio e longo prazo (Foto: Divulgação)

– Na área de campo destinada ao plantio e outros experimentos uma unidade voltada ao pastejo rotacionado, em um espaço 1,8 hectares, com oito piquetes divididos por cerca elétrica, e uma praça de alimentação, vem sendo desenvolvida. Além disso, temos também o Sisteminha, integrando a produção de alimentos com a criação de peixes – informou o técnico.

Esse trabalho, ainda conforme ele, é desenvolvido em parceria com a Embrapa.

– A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), um sistema que contempla os componentes agrícola, pecuário e florestal, em rotação, consórcio ou sucessão de culturas, também estará presente na Agrosudeste, em uma área de dois hectares, com o plantio de eucalipto como componente florestal, onde anteriormente já existia a pastagem formada – disse.

João Albuquerque detalhe ainda que a realização da Agosudeste no Colégio Agrícola de Almas visa fortalecer o ensino-aprendizagem dos alunos, bem como fomentar os produtores da região com novas tecnologias disponíveis no mercado.

– Esse trabalho, realizado pelo Ruraltins e parceiros,  é um processo dinâmico, e com o passar do tempo muitas melhorias virão em benefício do ensino-aprendizagem dos alunos, pois tudo ficará a disposição do Colégio. Realizada lá desde fevereiro de 2018, a parceria já obteve muitos benefícios e os resultados poderão ser observados a médio e longo prazo –  finaliza o técnico.

Atividades

A Agrosudeste traz ainda dias de campo voltados para a piscicultura, bovinocultura e fruticultura com várias estações, envolvendo questões relevantes dessas atividades, e a Feira de Touros, direcionada a comercialização de reprodutores bovinos, com idade de até 42 meses. Atividades essas a serem realizadas em fazendas da região e no Projeto de Fruticultura Manoel Alves. Dentro da programação se destacam os atrativos turísticos da região e os aspectos culturais, ciclos de palestras, minicursos, exposições permanentes com máquinas e equipamentos agrícolas, Feira da Agricultura Familiar e amostras envolvendo as instituições de ensino.

*Fonte: Ascom/Ruraltins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios