SHARE
Atualmente a produtividade da mandioca convencional produz uma média de 11 a 17 quilos por hectares (Foto: Divulgação)

A produção de mandioca no Tocantins está sendo incentivada para aumentar a qualidade e produtividade através de programas desenvolvidos pela Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) em parceria com órgãos ligados ao setor rural. E na Feira de Tecnologia Agropecuária (Agrotins 2017) será apresentada uma Vitrine de Campo da Cultura da Mandioca industrial e mesa, consorciado com diferentes cultivares de grãos para apresentar aos produtores e visitantes.

Na vitrine de campo estão expostas 42 variedades de mandioca, industrial e mesa, intercalada ao cultivo de grãos como amendoim, milho, feijão e arroz.

– Esse sistema é altamente produtivo, principalmente para os pequenos produtores, pois permite a produção diversificada numa pequena área, possibilitando mais ganho produtivo e aproveitamento de espaço – explica o engenheiro agrônomo da Seagro, Antônio Cássio Filho.

Ainda em conformidade com o engenheiro, atualmente a produtividade da mandioca convencional produz uma média de 11 a 17 quilos por hectares, porém, com o uso da tecnologia, maniva selecionada e manejo adequado, a produção pode ultrapassar mais de 20 quilos por hectares.

Reniva

As sementes (manivas) da unidade demonstrativa são fornecidas pelo projeto Rede de multiplicação e transferência de manivas-semente de mandioca com qualidade genética e fitossanitária (Reniva), cuja ação faz parte da parceria entre a Secretaria da Agricultura, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Cooperativa Industrial de Pedro Afonso (Cooapa) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O objetivo é que posteriormente, o projeto seja multiplicador de sementes de mandioca de boa qualidade nos municípios tocantinenses. O projeto visa alcançar também, a formação de multiplicadores (técnicos e agricultores) para que eles possam reproduzir na indução à brotação e no enraizamento dos brotos das manivas.

Agrotins

A Agrotins é uma organização do Governo do Estado, por meio da Seagro e vinculados: Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins) e Instituto de Terras do Tocantins (Itertins), Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden) e parceiros. A Feira acontece de 9 a 13 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, na TO-050, saída para Porto Nacional.

Da Ascom/Seagro-TO, com edição de Cerrado Rural

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY