SHARE
Pavilhão da Agricultura Familiar foi a grande "Pedra" de pequenos produtores e artesãos (Fotos: Ascom/Ruraltins)
Pavilhão da Agricultura Familiar foi a grande “Pedra” de pequenos produtores e artesãos (Fotos: Ascom/Ruraltins)

*Da Redação

A Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins), possivelmente seja a única do gênero no Brasil que coloca num mesmo espaço e com os mesmos objetivos, o Agronegócio Empresarial, o Agronegócio Familiar (a chamada Agricultura Familiar) e as comunidades quilombolas e indígenas: troca de experiências, adquirir novos conhecimentos tecnológicos e comercialização de produtos e serviços.

Da mesma forma que no ano passado, conforme o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), responsável pela mobilização destes três setores da pequena agropecuária, agroindústria e artesanato, a diversidade de produtos oriundos do campo foi exposta no Pavilhão da Agricultura Familiar, destinado ao Ruraltins, na 18ª Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins).

Durante os cinco dias do evento, encerrado no sábado,12, os visitantes puderam conhecer e adquirir produtos beneficiados pelas agroindústrias familiares como doces, queijos, farinha, biscoitos, mel, artesanato em palha de babaçu, capim dourado, em madeira, além de tapetes e bordados em crochê, distribuídos nos 25 estandes de expositores, que vieram de todas as regiões do Tocantins.

Para o expositor Jorge Cabral da Luz, da Associação Micro Jandira, localizada no município de Gurupi, que há mais de 13 anos participa da feira, essa é uma oportunidade única para mostrar, ao público em geral, os produtos da agricultura familiar, além disso, os agricultores também podem conhecer as novidades em maquinários que facilitam a condução das atividades na propriedade.

– Neste ano eu trouxe farinha, peta, pimenta, polvilho, óleo de pequi, descascador de mandioca, feijão e vendi praticamente tudo. É muito importante esse espaço pra gente vender e desenvolver ideias de como facilitar o nosso trabalho. Agradeço o Ruraltins pelo apoio e incentivo de nos trazer todos os anos aqui –  observou.

Participando pela primeira vez da Agrotins, Elizabete Xerente, da Aldeia Piabanha, localizada em Tocantínia, também se mostrou animada com as vendas na Agrotins.

– Estou aqui, por meio do escritório do Ruraltins de Tocantinia. Foi muito boa a experiência, onde pude conhecer mais pessoas, vendi bem e quero voltar no próximo ano, pois é uma renda a mais – disse, mostrando as peças feitas em capim dourado e fita de buriti, como brincos, pulseiras, colares e portas joias.

Área de campo

Com o objetivo de fortalecer as atividades produtivas, desenvolvidas pelos produtores rurais, o Ruraltins apresentou ainda, na Agrotins 2018, dezenas de unidades de produção agrícola, com destaque para a Casa de Vegetação, que trouxe orientações sobre a multiplicação rápida da mandioca, com mudas de qualidade livres de pragas e doenças, além das unidades de recuperação de pastagens degradadas, com plantio de arroz Terras Altas, adubação verde e o túnel vegetal, que mostrou a produção suspensa de legumes e frutas.

O Túnel Vegetal foi uma das tecnologias 100% tocantinense mostrado no Pavilhão
O Túnel Vegetal foi uma das tecnologias 100% tocantinense mostrado no Pavilhão

– As informações que recebi foram importantes demais. Pois muitas coisas a gente não sabe e aprende aqui, com os técnicos, como adubar e plantar as lavouras, e tudo isso a gente leva pra casa – disse o agricultor Francisco de Lima, do município de Cariri, região sul do Estado.

Avicultura

Outro destaque do trabalho da extensão rural na Agrotins foi a realização do Dia Técnico da Avicultura, que mostrou o desempenho de algumas raças de aves de corte, pesquisadas ao longo de um determinado período, em propriedades rurais do entorno de Palmas. De acordo com o zootecnista do Ruraltins, Hélio de Sousa, palestrante no encontro, durante o estudo as linhagens Carijó, Índio Gigante e Vermelho Pesadão Pescoço Pelado, se adaptaram melhor as condições climáticas da região.

– Para iniciar a criação de galinha caipira melhorada, é necessário que o produtor esteja atento às condições do lugar onde as aves serão criadas, para que seja ofertado um produto com boa qualidade e aceitação no mercado – avaliou o zootecnista, ressaltando que o produtor deve estar atento também quanto ao manejo, instalações do aviário, que deve conter espaço adequado para o pastejo, sanidade e alimentação das aves.

O espaço do Ruraltins contou também com o tradicional pesque e leve, proporcionando descanso e lazer para as famílias, e auditório onde foram realizadas diversas palestras, sobre as cadeias produtivas implantadas no Pavilhão da Agricultura Familiar.

Na parte cultural, os visitantes contaram com apresentações Indígena da etnia Xerente, de Tocantínia, e da Orquestra Sanfônica Amor Perfeito, da Escola Estadual da Vila União, de Palmas.

Censo da piscicultura

Na Agrotins 2018 a gerência de Pesca e Aquicultura do Ruraltins marcou presença apresentando os dados parciais do Censo da Piscicultura, realizado em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden).

As riquezas do artesanato do Tocantins também tiveram seu espaço
As riquezas do artesanato do Tocantins também tiveram seu espaço

O censo tem por objetivo mapear os sistemas de produção e as propriedades de todas as regiões do Tocantins. Para isso, os técnicos do Ruraltins estão percorrendo todos os municípios. Os dados finais devem ser divulgados ainda neste primeiro semestre.

Os profissionais do Ruratins também participaram do circuito da piscicultura prestando informações sobre todas as etapas do processo de criação de peixes, desde os alevinos até o processamento e a colocação do produto final no mercado.

– No Portal da Piscicultura, realizamos mais de 700 atendimentos aos produtores interessados na área. Aqui, os produtores e visitantes conheceram todos os procedimentos relacionados a piscicultura de forma adequada – observou o gerente de pesca e aquicultura do Ruraltins, Andrey Costa.

A 18ª edição da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins foi realizada de 8 a 12 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, tendo como tema “O Futuro da Agroindústria Sustentável”.

*Fonte: Ascom/Ruraltins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY