SHARE

Da Redação*

Sustentabilidade será o tema da Agrotins 2019. Conforme o governo do Tocantins, organizadora do evento, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), “manter o desenvolvimento e o crescimento da produção agropecuária baseados na sustentabilidade e respeito ao meio ambiente são desafios enfrentados tanto pela classe produtora quantos os gestores em todo país”

– No Tocantins o setor agropecuário está em expansão, desempenhando papel expressivo e eficaz. Conforme pesquisa do IBGE, em 72% dos municípios a economia gira em torno das atividades desenvolvidas no campo nas mais diversas cadeias produtivas, minimizando assim os impactos sociais causados, em parte, pela crise econômica – informa a Seagro, por meio de sua Assessoria de Comunicação.

Nesse contexto, conforme a pasta, com o objetivo de fortalecer a produção agrícola, pecuária e a piscicultura, oferecendo aos produtores rurais novas oportunidades para aumentar a produtividade de forma sustentável, adotando tecnologias avançadas e disponíveis no mercado, o governo do Estado, prepara a 19ª Feira Agroteconológica do Tocantins (Agrotins) 2019, com o tema: Agronegócio de Atitude Sustentável.

Secretário César Halum debate organização da Agrotins 2019 com parceiros e autoridades públicas  (Foto: Manoel Junior/Seagro)
Secretário César Halum debate organização da Agrotins 2019 com parceiros e autoridades públicas (Foto: Manoel Junior/Seagro)

A feira, considerada a maior feira agropecuária da região Norte do país, será coordenada pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), e se realizará de 07 a 11 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, na TO-050, saída para Porto Nacional.

Conforme o secretário da Seagro, Cesar Halum, o agronegócio transformou-se em um dos carros-chefe da economia do país e o Tocantins, com vocação agropecuária, está atento a isso, desenvolvendo políticas públicas que proporcionem melhorias na gestão das propriedades e a preservação ambiental.

– Com essa temática a Agrotins 2019 pretende, do ponto de vista econômico, ambiental e técnico, apresentar ações inovadoras que visem uma agropecuária mais sustentável, que minimizem os impactos ambientais causados pelo desenvolvimento das mais diversas cadeias produtivas e que garantam a qualidade de vida da nossa geração e das gerações futuras – diz.

Ainda conforme ele, o mercado consumidor cresce anualmente “e nós precisamos buscar mecanismos para aumentar a produção e atender a demanda”.

– Sabemos que produzir de forma sustentável é um processo gradual, mas o governo em parceria com instituições de pesquisa e a classe empresarial, na Agrotins, apresentarão tecnologias, consideradas corretamente legais ambientalmente, para o produtor ser capaz de produzir mais, dentro de um mesmo espaço, preservando e conservando as riquezas naturais, como também diversificando suas atividades – avalia o gestor.

César Halum destaca ainda que o agronegócio tocantinense caminha para a sustentabilidade, focado na melhoria da produtividade por meio da inovação tecnológica sistemática e da  inclusão social das comunidades rurais, já que seu bom desempenho pode contribuir significativamente para garantir a melhoria na distribuição de renda e da redução da pobreza.

– O agronegócio é um setor estratégico para o Estado, por isso o Governo, desenvolve políticas públicas para fomentar o crescimento das cadeias do setor. São ações que contribuem com a abertura de novos mercados, gerando emprego e renda para o produtor, novas oportunidades de investimentos, abundância nas lavouras e consequentemente mais fartura na mesa – afirma o secretário, acrescentando que o Agronegócio de Atitude Sustentável não será apenas o tema da Agrotins 2019, mas um programa que norteará as políticas públicas da Seagro, de 2019 a 2023, voltadas principalmente para ações conectadas com as ferramentas tecnológicas de ponta que auxiliem na tomada de decisões no campo.

Agrotins

Promovida desde 2001, em sua primeira edição, a Agrotins movimentou R$ 7 milhões, tendo um publico de 10 mil visitantes. Ao longo dos anos a feira se consolidou, fechando em 2018 mais de R$ 2 bilhões em volume de negócios, registrando o  maior índice alcançado nos últimos 18 anos, com a participação de 680 expositores e público visitante de mais de 140 mil pessoas, superando todas as expectativas.

Realização

A Agrotins Brasil 2109 é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Aquicultura (Seagro) e suas vinculadas a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Instituto do Desenvolvimento Rural (Ruraltins), Instituto de Terras do Tocantins (Itertins), Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto), Secretaria de Infraestrutura (Seinf), parceiros do setor do agronegócio do Estado e do país.

*Fonte: Ascom/Seagro, com edição de Cerrado Rural Agronegócios 

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY