SHARE
Governador Carlesse recebe empresários em gabinete (Foto: Secom/TO)
Governador Carlesse recebe empresários em gabinete (Foto: Secom/TO)

Da Redação*

Liderado pelo presidente da Associação Brasileira de Piscicultura (PEIXE BR), Francisco Medeiros, um grupo de empresários da piscicultura, do Tocantins e de outras regiões do país, esteve em audiência, na manhã desta terça-feira, 4, com o governador do Tocantins, Mauro Carlesse.

Os principais pontos debatidos foram a legislação e aspectos que envolvem o licenciamento ambiental para empreendimentos do gênero no Tocantins. Mauro Carlesse adiantou que a cadeia da piscicultura é importante e sinalizou com disposição de ajudar o setor a se desenvolver cada vez mais para gerar emprego e renda para o povo.

– O Tocantins tem todas as condições para o desenvolvimento da piscicultura. Temos incentivos fiscais, temos água em abundância e de qualidade, clima favorável e logística privilegiada. E agora, um Governo que pretende ajudar a viabilizar os investimentos nesta área, visando a geração de emprego e também diversificação do potencial produtivo do Estado – disse o governador aos empresários.

Francisco Medeiros, presidente da PEIXE BR, disse que a reunião foi positiva, principalmente porque o governador demonstrou que tem interesse nestas pautas para promover e diversificar a produção em todo o Estado.

– Nós estamos solicitando basicamente dois itens, que é a questão do licenciamento ambiental para que possa ser mais rápido, e a liberação da tilápia em tanque rede nos lagos de hidrelétricas, além da política de ICMS, para que possa atrair investimentos não só para a produção, mas também para fábricas de ração e frigoríficos –  pontuou elogiando o retorno positivo por parte do governador Mauro Carlesse.

Medeiros disse ainda que o governador  demonstrou interesse nessas pautas, inclusive informou que a liberação da tilápia será votada nesta quarta-feira.

– Esperamos uma votação dentro dos parâmetros que discutimos anteriormente, para que essa atividade se torne importante no Estado – disse Francisco Medeiros.

O presidente da PEIXE BR explicou ainda que somente os lagos da hidrelétrica do Rio Tocantins têm outorga da Agência Nacional de Águas para produção de 200 mil toneladas da espécie, o que significa um acréscimo na produção primária de mais de R$ 1 bilhão de reais por ano.

– Aqui nós temos todas as condições, não só pela qualidade da água, temperatura, localização geográfica, mas também insumos competitivos, como farelo de soja e milho – sustentou.

O secretário interino da pasta do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), Wilson Charles de Seixas, ressaltou que as demandas dos empresários, por determinação do governador, já vinham sendo trabalhadas porque favorecem um setor que é considerado importante para o Estado.

– O Tocantins nos últimos anos avançou muito pouco nesse setor se considerarmos que saímos de sete toneladas há cinco anos para oito toneladas no momento. O que a atual gestão quer é conceder incentivos para o setor para possamos registrar um crescimento tanto quanto nos outros estados.

O presidente do Naturatins, Marcelo Falcão, entende que o Tocantins tem uma legislação com alguns pontos muito exigentes no que diz respeito ao licenciamento ambiental.

– Foi importante ouvirmos o setor e buscarmos uma análise de cada ponto apresentado e apresentamos propostas para sanar possíveis entraves que possam estar inviabilizando ou atrasando empreendimentos. A determinação do governador é ouvir, dialogar e buscar soluções.

 A audiência contou ainda com a presença dos empresários Gilvan Barros, deputado estadual de Alagoas e com vários empreendimentos no Tocantins; Valteir Valadares; Gilmar de Carvalho; Vinícius de Carvalho; Francisco; Marcos Túlio; da empresária e prefeita de Brejinho de Nazaré, Miyuki Hyashida; além de secretários de Estado e auxiliares do Governo.

A cadeia da piscicultura do Tocantins é considerada um dos setores estratégicos para diversificar produção no Tocantins.

*Com informações da Secom/Tocantins

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY