SHARE
Povoamento com pintado em projeto de piscicultura no Tocantins (foto: antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)
Povoamento com pintado em projeto de piscicultura no Tocantins (foto: antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)

Por Antônio Oliveira

A pedido de Cerrado Rural Agronegócios, o governo do Tocantins, por meio do seu secretário de Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Cesar Halum, comentou sobre o resultado do estado no ranking nacional de produção de peixes, divulgado na semana passada pela Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR), por meio do “Anuário da Piscicultura”.

Neste relatório, a piscicultura no estado foi a que menos crescer em todo o Brasil: ínfimos 0,7%, saindo de uma produção de 14.500 toneladas, em 2017, para 14.600 toneladas, em 2018. Situação mais vexatória se, comparada com o crescimento da piscicultura no estado do Maranhão, na mesma região de condições naturais quase que idênticas: de 26.500 toneladas para 39,050 toneladas, crescimento de 47,4%.

Embora evitando entrar diretamente no cerne da questão, o secretário Cesar Halum disse que desde quando assumiu a gestão estadual, o governo de Mauro Carlesse está trabalhando para fortalecer a área da piscicultura em todo o Tocantins.

– Diversos trabalhos têm sido feito nesse sentido, culminando, inclusive, na liberação da criação do peixe tilápia em tanque rede, um marco histórico no Estado – disse.

Conforme Halum, dentre as ações que o estado  está realizando para fortalecer o setor da piscicultura está o apoio a realização de pesquisas; apoio técnico e financeiro; isenção de taxas e impostos na circulação interna de alevinos e de pescado; incentivo à industrialização e a exportação de pescado processado; e à produção de ração; entre outras.

– Voltando à questão da tilápia, é importante ressaltar que a projeção é que com a produção desse pescado, o estado irá movimentar nos próximos anos mais de R$ 1,4 bilhão em negócios. O que vai gerar um enorme crescimento não apenas da área da piscicultura, mas também da geração de emprego e renda para a população – anunciou.

O executivo disse também que além dos negócios que o governo pode fomentar na área da piscicultura, “o estado também conta com uma unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) voltada exclusivamente para conhecimento e tecnologias da pesca e aquicultura, e para atuar regionalmente, desenvolvendo soluções para a produção agrícola em sistemas integrados.

– Além da Embrapa, também está instalada no Tocantins a maior empresa de genética do mundo, que é a Aquabel, integrante do Ew Group, proprietária de alguma das marcas mundiais mais importantes em genética animal, como a Genomar [tilápia do Nilo] – comentou.

Concluindo, Cesar Halum, disse ter ciência que o governo está trilhando o caminho correto para desenvolver a área da piscicultura no Tocantins.

– O Governo sempre esteve e está aberto a sugestões de melhorias que possam trazer mais desenvolvimento para o estado. Tenho certeza que num cenário de maior confiança os produtores e os empresários terão grande interesse em produzir peixes no Tocantins – concluiu.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY