Home Eventos Arraiá da Capital Palmas atrai quase 20 mil pessoas

Arraiá da Capital Palmas atrai quase 20 mil pessoas

O prefeito de Palmas, capital do Tocantins, abriu oficialmente nesta sexta-feira, 19, o 23º Arraiá da Capital São João de Palmas. A festa junina começou no dia 18 e prosseguiu até neste domingo, 21 de junho nas imediações do Ginásio Ayrton Sena, em Taquaralto, bairro de Palmas.

Povão dança ao som da cantora Elba Ramalho (Foto: Ascom/Pref. Palmas)

O público registrado durante esta abertura oficial foi de 18 mil pessoas, segundo cálculos da Guarda Metropolitana e da Polícia Militar do Tocantins.

De acordo com o prefeito Carlos Amastha, “estamos na vigésima terceira edição desta festa fantástica e já somos o melhor Arraiá da região Norte e, temos a cada ano, trabalhado para que em breve sejamos o melhor do Brasil”, ressaltou.

Encantado com o nível do evento, o presidente da Fundação Cultural do Tocantins, Melck Aquino, destacou a iniciativa da Prefeitura. “Palmas está de parabéns, pois conseguiu transformar a quadrilha junina numa marca não só da Capital, mas do Estado. E isso se deve à visão do prefeito em reconhecer a importância desta festa e não descontinuá-la, pelo contrário, a fortaleceu”, frisou Aquino.

O evento dispõe de arena de apresentação das quadrilhas com arquibancadas para 4 mil pessoas, barracas de comidas típicas, palco principal e o badalado Barracão do Forró.

Barracão do Forró

Para os amantes de um bom ‘arrasta pé’, o Barracão do Forró é a melhor pedida. Nele, acontecem shows de sanfoneiros e bandas regionais. Nesta sexta-feira, 19, foi a vez do público levantar a poeira com Paraíba da Sanfona e Félix Sanfoneiro.

De acordo com um dos organizadores do evento da Fundação Cultural de Palmas, Marquinhos Rocha, o Barracão funciona todos os dias a partir das 20 horas e vai até começar o show principal, por volta de meia noite. O lavrador de 44 anos, Moisés Melo mais conhecido como Melo Jack, o Rei do Forró, faz jus ao nome. Melo gosta tanto de forró que tem curtido suas noites apenas no Barracão. “A melhor coisa que tem na vida é dançar, forró então nem se fala, é bom demais”, disse ressaltando que não teve tempo de ir conferir as quadrilhas.

“Sou forrozeira, meu negócio é o barracão”, enfatizou a contadora de 29 anos, Jô Andrade, que deu um verdadeiro show de forró com o amigo Melo Jack.

(Fonte: Ascom/Prefeitura de Palmas, com alterações da redação de Cerrado Rural)