“Nosso melhor presente é construir o nosso futuro”, comemorativa dos 128 de emancipação política de Barreiras  (Foto: Ascom/Barreiras)
“Nosso melhor presente é construir o nosso futuro”, comemorativa dos 128 de emancipação política de Barreiras (Foto: Ascom/Barreiras)

Da Redação* 

A prefeitura de Barreiras, por meio de sua Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços, fez, na última sexta-feira, 24, o lançamento de um material impresso que mostra as potencialidades do município. A Revista contém números, dados e informações sobre Barreiras, importantes para a divulgação dos seus potenciais e, principalmente, para a atração de novos empreendimentos, nos mais diferentes segmentos.

Para o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Carlos Costa, o material lançado reforça o trabalho que já vem sendo realizado com a atração de investimentos para o município. A exemplo da própria Atlas Renewable Energy e das Lojas Nosso Lar.

– Queremos buscar indústrias para agregar valor aos itens aqui produzidos, transformando a abundante matéria prima e, dessa forma, gerando emprego e renda, sem esquecer de olhar para o comércio e os serviços. Este material é um presente para o barreirense que poderá, mais do que nunca se orgulhar da cidade em que vive. Vamos buscar oportunidades para que todos aqui permaneçam e daqui tirem o seu ganha pão – destacou Costa.

– É importante entendermos que temos uma dinâmica tão forte e própria, prova disso é que a cada dia vemos que o número de pequenos empreendedores é crescente em Barreiras – destacou Emerson Cardoso, gerente regional do Sebrae.

– É importante darmos oportunidades para todos, os grandes e os pequenos. E a gestão do prefeito Zito Barbosa tem feito isso, o secretário Carlos Costa tem feito isso. Hoje 99% dos investidores de Barreiras são compostos por micro e pequenos. Esta é uma terra de oportunidades onde o maior potencial aqui existente é o seu povo. Lugar bom de empreender é lugar bom de viver. Assim é Barreiras. Parabéns a Prefeitura e a Secretaria de Indústria e Comércio pela produção deste material – enfatizou.

Ao lançar o material gráfico, o prefeito Zito Barbosa, foi enfático em reafirmar o trabalho que a atual gestão vem realizando para fazer de Barreiras um porto seguro aos investidores.

Carlos Costa: “O material lançado reforça o trabalho que já vem sendo realizado com a atração de investimentos para o município”.  (Foto: Ascom/Barreiras)
Carlos Costa: “O material lançado reforça o trabalho que já vem sendo realizado com a atração de investimentos para o município”. (Foto: Ascom/Barreiras)

A revista, sob o título  “Nosso melhor presente é construir o nosso futuro”, comemorativa dos 128 de emancipação política de Barreiras foi distribuída ao público presente a solenidade de seu lançamewnto,  acompanhada de um pendrive contendo um vídeo, que retrata os avanços realizados pela atual gestão nos últimos dois anos, preparando a “capital do oeste” para se tornar a “capital do desenvolvimento”.

O gestor reforçou ainda que para que isso ocorra de forma mais efetiva, há gargalos que precisam ser superados. O primeiro, o da falta de energia elétrica que começa a ser superado com a construção de um linhão que irá beneficiar todo a região e, ainda, com a instalação de empresas como a Atlas Energy, segunda maior indústria de energia fotovoltaica do país, que, já em 2020, dará início a distribuição de energia solar, reforçando a oferta de energia.

Porém, a ampliação do aeroporto de Barreiras, o segundo gargalo apontado pelo prefeito, está longe de ser solucionado.

– Nos reunimos, em São Paulo, com a presidência da Passaredo, para tentar alternativas e trazer novamente vôos de Barreiras para Brasília – que interligam nosso município ao restante do país – porém, o que nos foi colocado é que o ICMS do combustível da Bahia é muito alto, o que inviabiliza a atividade. Só temos promessas até o momento, e isso não resolve, é uma situação que se arrasta. Temos que ter um aeroporto capaz de receber grandes aeronaves e levar nossos produtos para todo o Brasil e para o exterior. Por isso precisamos cobrar do governo do Estado, essa interlocução –  disse o prefeito.

*Fonte: Ascom/Prefeitura de Barreiras, com edição de Cerrado Rural Agronegócios