SHARE
Empresariado maranhense participa da maior feira multissetorial do mundo
Empresariado maranhense participa da maior feira multissetorial do mundo

Empresários e representantes do Governo do Estado do Maranhão embarcam, nesta quinta-feira, 12, com destino à China para participar da Canton Fair, na cidade de Cantão (Guangzhou). A missão é organizada pela Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), em parceria com a Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema).

A Feira de Cantão coleciona números e títulos surpreendentes: é considerada como o evento de comércio internacional de escala global com a mais longa história, a maior escala, a mais completa variedade de exibições, o maior número de compradores, além de concentrar o maior volume de negócios na China.

Nos últimos anos, a Feira vem se ajustando à conjuntura atual do país asiático, focando no objetivo de uma maior abertura e desenvolvimento do comércio exterior na China. O evento ainda apresenta como alguns de seus objetivos o comprometimento de gerar orientação de mercado, especializações, além de garantir a promoção de uma visão mais global no âmbito dos negócios.

Desta forma, a Feira de Cantão vem investindo em medidas mais voltadas à criação de verdadeiras redes de negócios (networking), exibição, negociação, promoção de mercadorias e até comunicação industrial entre os participantes envolvidos.

De acordo com o secretário Simplício Araújo, a intenção é levar os empresários ligados às diversas cadeias produtivas inseridas no Programa Mais Produção para que eles possam visualizar o mercado externo e estreitar relações comerciais. O objetivo principal é atrair investimentos para as áreas que apresentam potencial de exportação, com perspectiva de industrialização, e abrir espaços para transações comerciais.

Fazem parte da missão representantes de setores como a avicultura, carne e couro, proteínas vegetais como o arroz, soja e milho além dos voltados à construção civil, laticínios, atacado e varejo de materiais de construção, energia renovável, produtos de limpeza, indústria de aço e derivados, papel e celulose, logística em geral, automação comercial e a cadeia do gesso e calcário, agrícola e marinho.

Da Secom/Maranhão, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

 

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY