Da Redação*

A Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Tocantins (Sescoop-TO), realizou nos dias 21 e 22 de janeiro, o terceiro módulo do programa de Formação de Dirigentes e Gestores de Cooperativas para Jovens (Formacoop Jovem).

Com o tema “Inovação no campo, gestão de pessoas no negócio fazenda, conhecendo o cooperativismo e sua cooperativa”, a capacitação contou com a participação de integrantes do Núcleo Jovem Cooperativo, além de associados e colaboradores da Coapa, e funcionários da cooperativa de crédito Sicredi.

(Foto: Coapa)
(Foto: Coapa)

“A capacitação contou com a participação de integrantes do Núcleo Jovem Cooperativo, além de associados e colaboradores da Coapa, e funcionários da cooperativa de crédito Sicredi”

Conforme o instrutor da formação, o consultor, professor acadêmico e especialista em Gestão de Processos, Planejamento e Gestão Estratégica e Modelos de Negócios, Francisco Damasceno de Pádua Junior, o curso tem o objetivo de incentivar o protagonismo jovem, além de garantir conhecimento para facilitar as tomadas de decisões nos diversos assuntos envolvendo o cooperativismo.

– Hoje tudo se faz com informação, temos que estar atualizados a todos os momentos, principalmente os jovens, que são irão ser os propulsores da cooperativa no futuro. Desta forma, abordamos assuntos desde gestão de pessoas, conhecimento financeiro, sucessão familiar. São questões que cercam o dia a dia da família cooperativista –  destacou Francisco Damasceno.

Filha de cooperado, a jovem Camila Vitória Gobatto, membro do Núcleo Jovem Cooperativista, achou o curso bastante proveitoso, pois mostrou, entre os diversos temas abordados, a importância da sucessão familiar.

– Foi um curso muito proveitoso e um dos assuntos que mais me chamou a atenção foi a sucessão familiar. É algo que tanto os jovens como os pais devem estar atentos para que a empresa tenha continuidade e os negócios sejam fecundos. Assim, tanto as ações dos cooperados crescem como a cooperativa – avaliou a estudante de 15 anos.

O colaborador da Coapa Washington Vieira, de 20 anos, destacou que o curso garantirá uma melhoria nos serviços prestados pela cooperativa e também um olhar mais jovem sobre os negócios.

– A gente aprendeu muito sobre as ações da cooperativa, desde a gerência, financeiro, gestão de pessoas e isso faz com que o desempenho seja melhor e claro. Com um olhar mais jovem, podemos propor melhorias necessárias – revelou Washington.

Formacoop Jovem

O Formacoop Jovem vai capacitar cooperados e jovens interessados em uma formação de qualidade para alta performance na gestão de empreendimentos agropecuários.

O cronograma ainda terá o módulo “Orçamento empresarial, valor do negócio, governança e digitalização” e uma visita técnica a uma cooperativa modelo em data a ser marcada.

*Fonte: Ascom/Coapa, com edição de Cerrado Rural Agronegócios