Da Redação*

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), do Governo do Tocantins,  e parceiros, iniciam nesta quarta-feira, 26, o sexto e último módulo da capacitação de “Boas Práticas Agrícolas e de Beneficiamento das culturas do arroz, feijão e mandioca”.

O curso segue até quinta-feira, 27, no auditório da Seagro, em Palmas. A ação faz parte de convênio firmado entre o Ministério da Agricultura e governo do Tocantins,  por meio da Seagro.

Há cultivos de mandioca nos 139 municípios do Tocantins (Foto: Seagro/Governo do Tocantins)
Há cultivos de mandioca nos 139 municípios do Tocantins (Foto: Seagro/Governo do Tocantins)

Participam da capacitação, cerca de 30 profissionais agrícolas de instituições voltadas para o setor agropecuário, da Seagro, UnitinsAgro, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Embrapa e Secretaria de Desenvolvimento Rural de Palmas (Seder).

As ações fazem parte do projeto de desenvolvimento de difusão de boas práticas nas culturas do arroz, feijão e mandioca no Tocantins. O projeto atua em 35 Unidades de Referência Tecnológicas (UTRs) distribuídas nos municípios localizados na região Centro-Norte do Estado.

Segundo a gerente de Agricultura, Agronegócio e Pecuária da Seagro, Eliane Lagares, o incentivo, é, justamente para desenvolver as culturas do arroz, feijão e mandioca, tendo como princípio a organização das cadeias produtivas, uso de boas práticas agrícolas, agregação de valor à produção e a busca de sustentabilidade ambiental, social e econômica das atividades.

– A capacitação dos técnicos contribui para a garantia da qualidade e competividade dos cultivos agrícolas, levando as tecnologias aos produtores – afirmou.

Dados

Dados do 9º Levantamento da Conab apontam que na safra18/19, o Tocantins produziu 229.216 toneladas de mandioca, numa área de 13.254 ha, produzindo em média 17.298 kg por hectare. A produção de arroz foi de 623,9 mil toneladas. A área plantada foi de 119,8 mil toneladas e com produtividade de 5.207 kg por hectare. Já a produção de feijão caupi foi de 33,1 mil toneladas num área plantada de 27,8 mil hectares, com produtividade média de 1.190 kg por hectare.

Prática

Na quinta-feira, 27, nas Unidades Experimentais instaladas na Chácara Nossa Senhora Aparecida e Chácara Beira Rio, no Projeto São João, município de Porto Nacional acontecem atividades práticas, mostrando o processo de produção da mandioca desde a prática produtiva da cultura até a comercialização da mandioca.

Dados: Há cultivos de mandioca nos 139 municípios do Tocantins.

Programação

Dia 26/06/2019

08:00h às 08:15h – Abertura

08:15h às 10:00h – Apresentação dos Resultados da Avaliação de Impactos Socioeconômicos – Ernandes Barboza Belchior/Embrapa Pesca e Aquicultura.

10:00h às 10:20h – Intervalo

10:20h às 12:00h – Pré-Teste e Encaminhamentos Próximas Etapas do Convênio.

14:00h às 18:00h – Manejo da Cultura do Feijão Comum – Glays Rodrigues Matos/Embrapa Arroz e Feijão.

Dia 27/06/2019 – Dia Técnico sobre cultura da Moandioca – Projeto de Fruticultura  Irrigado São João

08:00h às 12:00h – Atividade de Campo Apresentação de um caso de sucesso no cultivo d mandioca com os palestrante: Dr em Produção Vegetal da Embrapa, Gustavo Azevedo Campos e os engenheiros agrônomos e extensionistas rurais do Ruraltins, Cristiano Pereira Vieira e Saint Hunter Silva Marden

Dia 27/06/2019 – no Auditório da Seagro

14:00h às 16:00h – Cultivares, Plantio, Manejo e Colheita – Feijão Caupi – Kaesel Jackson Damasceno e Silva/Embrapa Meio Norte.

16:00h às 16:10h – Intervalo

16:10h às 17:30h – Fitossanidade: Pragas, Doenças e Ervas Daninhas – Feijão Caupi – Cândido Athayde Sobrinho/Embrapa Meio Norte.

17:30 às 18:00 – Pós-Teste e Encerramento

*Fonte: Ascom/Seagro