SHARE
Atualmente,  a lei que trata do tema é a 5.709/71, assinada pelo então presidente do regime militar Emílio Médici (Foto: Antônio Oliveira/CDI-Cerrado Rural Agronegócios)
Atualmente, a lei que trata do tema é a 5.709/71, assinada pelo então presidente do regime militar Emílio Médici (Foto: Antônio Oliveira/CDI-Cerrado Rural Agronegócios)

Da Redação*

Propor novas regulamentações para a compra de terras por estrangeiros no Brasil, é o que quer o secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan. Ele espera contar com a o Mapa e o presidente da República. Ainda não há prazo para conclusão do texto, mas a previsão é que chegue ao Legislativo como projeto de lei de iniciativa do governo ainda neste ano.

Em entrevista ao Canal Rural, Nabhan Garcia defendeu a revisão da lei, ao lembrar a participação de estrangeiros na colonização agrária no país, principalmente no século passado.

– Italianos, espanhóis, portugueses, árabes, alemães, enfim, nenhum país do mundo se fez por si mesmo. Não dá para um país considerado do Novo Mundo, com tantas fronteiras agrícolas ainda virgens, dizer que vai fechar as portas para aqueles que queiram vir aqui investir – disse.

Atualmente, conforme lembra o Canal Rural, a lei que trata do tema é a 5.709/71, assinada pelo então presidente do regime militar Emílio Médici. Entre outras providências, o texto proíbe pessoa física estrangeira de comprar imóvel rural com área superior a três módulos de exploração indefinida. A revisão das exigências para compra de terras por estrangeiros no país é uma das prioridades da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

*Com informações do portal Canal Rural

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY