Home Uncategorized CONFLITO AGRÁRIO – Produtores rurais da região de Uruçuí (PI) denunciam invasões

CONFLITO AGRÁRIO – Produtores rurais da região de Uruçuí (PI) denunciam invasões

full_DSC_0900
Caú, Presidente da FAEPI, recebe os produtores rurais no seu gabinete e garante apoio no caso (Foto: SENAR/FAEPI)

Produtores rurais do Sul do Piauí estiveram recentemente na sede do sistema SENAR/FAEPI, em Teresina, para denunciar o desmatamento de uma reserva legal de 7.500 hectares de terras localizadas em Nova Santa Rosa, no município de Uruçuí – PI, distante 580 Km da capital.

O desmatamento, segundo eles está sendo feito por especuladores com o conhecimento do IBAMA, SEMAR e INTERPI, que concederam titularidade de posse aos não produtores Jonas Schaeffer Maggi, João Moreira Chaves e Pedro Guedes Pereira.

A reserva ambiental é um condomínio de área administrado pelos agricultores, por meio do Sindicato Rural de Uruçuí, Associação dos Produtores Rurais de Grãos de Nova Santa Rosa e Associação dos Produtores Rurais Serra Branca.

Por se sentirem prejudicados com a ação dos invasores, os produtores ingressaram na Justiça do Estado para reverter o quadro, já que obtiveram liminar favorável concedida pelo Juiz da Vara Agrária de Bom Jesus, Heliomar Rios Pereira.

Ainda de acordo com esses produtores rurais, na reserva trabalham mais de cento e sessenta famílias de produtores rurais desde de fevereiro de 1999, nas culturas de soja, milho, feijão, sorgo e arroz, o que torna o município de Uruçuí, potencial produtor de grãos com 40% de toda produção do Estado.

Os produtores acusam o INTERPI, IBAMA e SEMAR de conceder escritura pública de compra e venda quando a titularidade já existia. Na liminar, o Juiz da comarca de Bom Jesus reconhece que tal atitude do órgão público estadual é “imoral e irresponsável, ao saber da realidade sem sequer fazer uma vistoria, fato que é indispensável nesse caso”.

Com o apoio da FAEPI – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Piauí, através do seu presidente Carlos Augusto Melo Carneiro da Cunha – Caú, as advogadas Rosângela Werner e Patrícia Barili, da assessoria jurídica dos produtores rurais, terão audiência nesta sexta-feira (16) com os gestores da SEMAR, INTERPI e IBAMA, para tomada de providências na suspensão do licenciamento ambiental concedido pela SEMAR e a imediata paralisação do desmatamento.

(Fonte: Ascom/SENAR/FAEPI)