SHARE
Diante do presidente Ricardo Khouri, associados votam pela aprovação das contas (Foto: Ascom/Coapa)
Diante do presidente Ricardo Khouri, associados votam pela aprovação das contas (Foto: Ascom/Coapa)

Da Redação*

– O ano de 2018 foi emblemático na história da Coapa, estamos prontos para dar um salto de qualidade e desempenho econômico. Para isso foram anos de investimentos e capacitação. Agora, estamos preparando os nossos armazéns, toda a nossa estrutura, para que os cooperados saibam que estamos prontos para crescer. A declaração é do presidente da Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa), Ricardo Khouri, por ocasião da apresentação dos resultados financeiros e das atividades da instituição durante o ano de 2018.

Assembleia Geral ordinária com esta finalidade aconteceu na noite da última sexta-feira, 8, na sede da cooperativa, em Pedro Afonso, região centro-norte do Tocantins e contou com a presença de aproximadamente 150 pessoas, entra elas 51 cooperados, quando foi apresentado também o Plano de Trabalho para 2019 e eleitos os membros do Conselho Fiscal para o período 2019/2020.

O assessor contábil/jurídico da Coapa, João Lopes, explanou sobre os resultados da Pré-Assembleia, ocorrida dia 6 de fevereiro, e detalhou a prestação de contas do exercício 2018, esclarecendo dúvidas dos cooperados sobre as receitas, despesas e investimentos executados.

Na sequência, o conselheiro fiscal Leandro Peres fez a leitura do parecer, recomendando a aprovação das contas. Em votação, as mesmas foram aprovadas por unanimidade pelos associados presentes.

Investimentos em armazenagem

O gerente geral da Coapa, Nelzivan Carvalho Neves, mostrou os investimentos feitos na modernização e ampliação da Unidade de Armazenagem de Grãos I, que recebeu um novo secador e um silo pulmão, calçamento e arruamento, e refeitório e passou por mudanças na área de classificação. As benfeitorias, conforme explicou o executivo, contribuirão para melhorar a recepção, o beneficiamento e expedição dos grãos entregues no armazém, que tem capacidade estática de 60 mil toneladas.

– Estamos dobrando a nossa capacidade de recepção, saindo de 120 para 240 toneladas por hora e com a incorporação da Unidade II, teremos a capacidade de receber 360 toneladas por hora. Essas melhorias beneficiarão nosso cooperado e farão com que a cooperativa aumente a sua receita e a recepção de grão – disse o gerente, lembrando que a partir de 2020, a cooperativa será única no estado do Tocantins com capacidade de receber 360 toneladas de grãos por hora.

Vista parcial do armazém, que foi todo reestruturado e ampliado (Foto: Antônio Oliveira/CDI-Cerrado Rural Agronegócios)
Vista parcial do armazém, que foi todo reestruturado e ampliado (Foto: Antônio Oliveira/CDI-Cerrado Rural Agronegócios)

Nelzivan Carvalho ainda informou que já está em pleno funcionamento a Unidade de Armazenagem de Grãos II, com capacidade estática de 16 mil toneladas e que funciona num armazém arrendado recentemente pela Coapa. O graneleiro já recebeu 6 mil toneladas de soja da Safra 2018/2019.

Novo Conselho Fiscal

A assembleia ainda elegeu, por unanimidade, o novo Conselho Fiscal da Coapa que terá mandato de um ano e é composto pelos cooperados Lércio Diana, Leandro Bento Peres, Paulo Afonso Piton, Aparecido Amauri Medola Júnior, Emerson José Meneguetti e Fulgênio Branquino.

“É tudo uma somatória de propostas que unidas irão formar a cooperativa que nós queremos” – Ricardo Khouri

Resultados positivos                           

– Ao celebrar os 20 anos de fundação e bater recordes na Safra 2017/2018, os números apresentados surpreendem e mostram a força da Coapa no agronegócio tocantinense – diz a Coapa, por meio de sua assessoria de imprensa.

Segundo ela, seu faturamento atingiu o recorde de R$ 152 milhões, enquanto as sobras somaram R$ 846.665,81, valor que foi adicionado, em decisão unânime dos cooperados, ao fundo de contingência da Coapa para investimentos futuros.

Já no balanço patrimonial o total de ativos chegou a R$ 57.003.399,14, tendo como destaque a participação societária, que teve um aumento de saldo de R$ 38.321,69, o que corresponde a um acréscimo de 85,14% em relação ao ano de 2017.

Uma nova realidade

Ao final da AGO, o presidente da Coapa, Ricardo Khouri, disse que o ano que passou marcou uma nova fase na biografia da cooperativa. Para ele, as ações propostas formam um conjunto de estratégias para que a cooperativa atinja os objetivos almejados.

“Foi uma assembleia muito boa pela participação do associado. O nosso cooperado tem a necessidade de participar das tomadas de decisão da cooperativa” – Alberto Mazzola

– É tudo uma somatória de propostas que unidas irão formar a cooperativa que nós queremos. São atividades, desde os recursos humanos, passando pela gestão e a governança, e também o econômico, que irão gerar um resultado coeso para a cooperativa e o associado – declarou.

Já o vice-presidente Alberto Mazzola lembrou que anualmente a participação dos integrantes do quadro social aumenta e isso reflete nas decisões tomadas pela cooperativa.

– Foi uma assembleia muito boa pela participação do associado. O nosso cooperado tem a necessidade de participar das tomadas de decisão da cooperativa. Isso mostra a integração entre os associados e a Coapa – disse Mazzola.

Agricultor do município de Santa Maria do Tocantins e cooperado da Coapa há 10 anos, Roberto Ferreira elogiou os resultados e avaliou que desde seu ingresso na cooperativa não via desempenho tão positivo.

Associado há duas décadas, Luciano Calegaro enfatizou que a assembleia é uma oportunidade de quem não pode participar com frequência do dia a dia da cooperativa interagir com outros cooperados, emitir sua opinião, conhecer as ações realizadas pelo Conselho de Administração e saber como a cooperativa investe seus recursos financeiros.

– A prestação de contas e a divulgação dos investimentos são importantes, sobretudo nesta nova etapa que a cooperativa passa com a ampliação da capacidade de recepção em suas duas unidades de grãos – avaliou o agropecuarista.

Metas para 2019

De olho no futuro e focada em ser a principal cooperativa agropecuária da região do Matopiba, que engloba os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, a direção administrativa da cooperativa também apresentou o Plano de Ação para o ano de 2019, que teme metas específicas para as mais diversas áreas de atuação da Coapa. São elas:

– Implementação das estratégias do PDGC – Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas”, com apoio do OCB/Sescoop;

– Capacitação do Projeto GDH – Programa de Desenvolvimento Humano, com auixilio do OCB/Sescoop;

– Aplicação do Projeto GDA – Gestão Desenvolvimento Econômico-Financeiro, sob consultoria do OCB/Sescoop.

– Incremento aos Núcleos Jovem e Feminino da Coapa através do Formacoop Jovem 2019 e GeraRenda;

A Coapa é a maior cooperativa do ramo em todo o Norte do Brasil e se prepara para novas iniciativas na área de agroindústria

– Manter intercâmbios nacionais e internacionais para troca de experiências em boas práticas de gestão, intercooperação e difusão de tecnologia, para promover melhorias na estrutura de governança da cooperativa;

– Operacionalização em campo da plataforma de Gestão Estratégica de Dados e Informações Comerciais, através de leitura por satélite das áreas cultivadas com cultura foco nos municípios da região da Coapa;

– Ampliação e melhoria da estrutura de recepção de grãos, com aumento da capacidade de recepção de grãos;

– Efetivação e início do funcionamento da Fábrica de Ração;

– Aproximação do Conselho de Administração com cooperados através de visitas aos Núcleos e cooperados;

– Capacitação da equipe Técnico/Comercial através de Projeto Treinamento e Capacitação pilar Comercial e Marketing Estratégico.

 *Fonte: Ascom/Coapa, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY