Da Redação*

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), órgão de assistência técnica e extensão rural do governo do Tocantins , assinou na manhã desta quinta-feira, 28, um Termo de Cooperação Técnica com o Banco da Amazônia (Basa). os objetivos são o de de promover o desenvolvimento sustentável, melhorar a distribuição de renda e aumentar a produtividade nas propriedades rurais.

A assinatura, realizada na sede central do órgão, em Palmas, foi celebrada entre o presidente da pasta, Thiago Dourado, e o superintendente do Basa no Tocantins, Marivaldo Gonçalves de Melo, sendo presenciada pelo corpo técnico do Ruraltins e do banco.

O documento estabelece os compromissos de cada uma das instituições, visando assegurar os serviços de assistência técnica e extensão rural aos agricultores (Foto: Divulgação/Ruraltins

O documento estabelece os compromissos de cada uma das instituições, visando assegurar os serviços de assistência técnica e extensão rural aos agricultores beneficiados com as diversas linhas de financiamentos do banco, principalmente os pequenos produtores. Dentre as ações previstas estão fortalecer as explorações rurais e agro-industriais no estado; incentivar técnicas produtivas, objetivando o aumento da produção e produtividade, e a preservação do meio ambiente; buscar a melhoria do padrão de vida das populações rurais, com o fortalecimento econômico dos produtores; gerar empregos e potencializar o agronegócio.

Na oportunidade, o superintendente do Basa, Marivaldo Gonçalves Melo, ressaltou a importância da iniciativa como forma de inclusão dos agricultores no processo produtivo.

– A gente não consegue promover o desenvolvimento do Tocantins sem a inclusão dos pequenos agricultores no processo produtivo, e são eles os que mais precisam da gente. E para que isso aconteça necessitamos da assistência técnica, no sentido de estruturar as atividades agrícolas e gerar recursos dentro das propriedades. Por isso, nosso foco é o Ruraltins, que por meio dos seus profissionais consegue viabilizar várias ações e aumentar o volume de crédito rural, em especial as linhas do Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar] – frisou.

Para o presidente do Ruraltins, Thiago Dourado, gerar dignidade para as famílias que vivem no campo é fundamental, e o acesso facilitado ao crédito oferece condições de melhorias de vida para milhares de famílias.

– O que estamos fazendo aqui hoje é construindo uma base para que os produtores possam obter recursos e realizar seus projetos. Nesse processo, o Basa é um dos principais parceiros da extensão rural, proporcionando o acesso facilitado aos financiamentos disponíveis. A assistência técnica do Ruraltins trabalha acreditando no poder de transformar a vida da população rural, e quando isso acontece a sociedade inteira ganha e você consegue gerar dignidade, mudando a perspectiva do Estado – avaliou.

O diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural, Kin Gomides, defendeu a parceria entre as instituições “como ferramenta efetiva de geração de renda no meio rural”.

De acordo com informações do Basa, o Plano Safra 2019/2020, por meio do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), prevê a aplicação de R$ 200 milhões na economia do estado, além de outras linhas de crédito disponibilizadas pelo banco. O termo de cooperação técnica tem vigência de dois anos, a partir da data de assinatura, podendo ser prorrogado por meio de termo aditivo, caso haja interesse das duas instituições.

*Fonte: Ascom/Ruraltins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios