SHARE
Trecho da BR-242, entre os pés da Serra Geral, em Taguatinga, até o trecho interditado pelo Ibama (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)
Trecho da BR-242, entre os pés da Serra Geral, em Taguatinga, até o trecho interditado pelo Ibama (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)

Por Antônio Oliveira

Não são todas as estradas do Tocantins que estão em péssimas condições de tráfego, inclusive com risco de acidentes fatais. Há rodovias, entre estaduais e federais, em boas condições de pavimentação, acostamento e sinalizações vertical e horizontal, proporcionando segurança e rapidez aos que trafegam por elas.

É o caso do eixo rodoviário que liga Natividade, na região sudeste do estado, à região de Placas, no Cerrado baiano, passando pela cidade de Taguatinga, também no sudeste do Tocantins. Integram este percurso as TO-050, TO-010 e BR-242. Com exceção de um trecho de mais ou menos 20 quilômetros, da BR-242, no município de Taguatinga, o restante  está, como se diz na linguagem popular, um “tapetão”. A exceção fica por conta de uma ponte ainda em construção sobre o Rio do Ouro, e de um trecho de chão,  horrível, no município de Taguatinga. O Rio, não estando cheio, pode ser atravessado inclusive por automóveis baixos. Outra dificuldade – não pior que asfalta esburacado – é um trecho de mais ou menos 200 metros com nascentes de água às suas margens e, quando está chovendo, faz do leito da estrada um rio. Os dois casos ocorrem apenas com excesso de chuvas.

Com exceção a esses problemas, Cerrado Rural Agronegócios  recomenda que, quem sai de Palmas com destino a Barreiras e vice-versa, viaje por este trajeto. É mais seguro e mais rápido que o trajeto mais usado – via Dianópolis -, que tem trechos entre esta cidade e Placas em péssimas condições e com riscos de acidentes.

Construção da ponte sobre o Rio do Ouro (Foto: antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)
Construção da ponte sobre o Rio do Ouro (Foto: antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)

Interdição

Segundo informações de moradores da região, a interdição do trecho da BR-242, no município de Taguatinga, pelo Ibama, se deu devido a existência de uma caverna, habitat natural de uma espécie de morcegos em fase de extinção.

Paisagem rica

Por este trajeto sugerido é possível ver paisagens belíssimas e o quanto o Cerrado do Tocantins ainda tem áreas a serem exploradas para  a produção de grãos, fibra, biomassa, frutas, etc.

Isto sem falar que são regiões de um filão turístico muito grande a ser explorado.

Claro que, observando a sustentabilidade.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY