SHARE

*Da Redação

O secretário do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Thiago Dourado, e o prefeito de Barrolândia, Adriano José Ribeiro, assinaram na tarde dessa terça-feira, 12, a Ordem de Serviço para iniciar a construção do matadouro/frigorífico, em Barrolândia, região central do Estado. A assinatura ocorreu na Câmara Municipal da cidade, na presença de vereadores, pecuaristas, produtores e vereadores.

A assinatura ocorreu na Câmara Municipal da cidade (Foto: Ascom/Seagro)
A assinatura ocorreu na Câmara Municipal da cidade (Foto: Ascom/Seagro)

Em seu discurso, Thiago Dourado falou sobre o desenvolvimento socioeconômico que o matadouro/frigorífico pode gerar na cadeia produtiva da pecuária do município e da região.

– É um empreendimento inovador com estrutura moderna, exemplo de matadouro, possibilitando a garantia do  consumo com qualidade e, consequentemente, a geração de emprego e renda no município – apontou.

Ele destacou que a entrega da obra está prevista para o mês de abril de 2019.

De acordo com o prefeito Adriano Ribeiro, a obra é fundamental para o desenvolvimento socioeconômico no município.

– É um sonho antigo da população que está sendo realizado; é mais uma alternativa na geração de renda, isso significa a melhoria da qualidade de vida no município – destacou.

Na ocasião, a diretora de Políticas Públicas para Pecuária, Érika Jardim, explicou sobre o potencial da pecuária e a importância do matadouro/frigorífico para o abastecimento de carne de qualidade.

– O Tocantins avança com projetos de investimentos na pecuária de corte, mostrando o potencial competitivo, principalmente o boi no pasto e, o frigorífico será uma obra construída nos padrões de qualidade, respeitando a legislação – enfatizou.

Produtor

O pecuarista de médio porte, Sildair Sergino de Sousa, está otimista pela construção do abatedouro.

– É fundamental essa obra, pois com isso, traz melhoria à sanitária da carne, reduz o custo no escoamento e facilita a comercializado do gado no abate – disse.

Matadouro/frigoríficos

A expectativa é de que a Ordem de Serviço dos demais matadouros/frigoríficos a serem construídos em todo Estado seja assinada nos próximos dias. Cada frigorífico com estrutura moderna terá capacidade para abater de 50 a 100 animais por dia, sendo um total de 96 mil cabeças de animais por ano.

*Fonte: Ascom/Seagro, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY