Home Agricultura Familiar FRUTICULTURA – Projeto Manuel Alves reúne 600 pessoas em dia de campo...

FRUTICULTURA – Projeto Manuel Alves reúne 600 pessoas em dia de campo sobre a cultura

Milton Alberico dos Santos é proprietário de um lote no Projeto Manoel Alves, desde 2011 (Foto: Lúcia Brito/Ruraltins)
Milton Alberico dos Santos é proprietário de um lote no Projeto Manoel Alves, desde 2011 (Foto: Lúcia Brito/Ruraltins)

Da Redação*

Aproximadamente 600 pessoas, entre técnicos, professores, estudantes e produtores rurais, prestigiaram o 2º Dia Técnico de Fruticultura do Perímetro Irrigado do Projeto Manoel Alves (Tecnifruti), no município de Dianópolis, região sudeste do Tocantins.

Organizado em cinco estações diferentes, o encontro, realizado nesta sexta-feira, 24, apresentou o manejo da cultura do abacaxizeiro/produção integrada,  implantação e manejo da cultura do coqueiro, da bananeira, manejo da cultura do maracujá, monitoramento e manejo irrigado de fruticultura.

Milton Alberico dos Santos, um dos agricultores participantes, é proprietário de um lote no Projeto Manoel Alves, desde 2011, quando deixou a vida de empregado para ser dono do próprio negócio. Com uma área plantada de quatro hectares de maracujá amarelo, colhe três safras por ano, com uma média de 72 toneladas de frutos. Para ele, o evento é uma forma de ampliar conhecimentos e aprender novas técnicas de cultivo.

– Nós que fazemos de tudo dentro de uma lavoura, sempre estamos aprendendo. A gente acha que sabe das coisas, mas não se sabe tudo. E palestras como essas, com pessoas preparadas e renomadas, são interessantes demais. Hoje aprendi muitas coisas que não sabia – frisou, complementando que recebe, no dia a dia, assistência técnica do Ruraltins e com isso consegue manter a plantação saudável.

– Chego a colher aqui fruto com peso de até 700 gr, com muita polpa. Estou muito satisfeito, e agradeço a assistência que recebo, pois os técnicos sempre colaboram com a gente dando instruções, indicando e corrigindo.

Conforme o extensionista e técnico agrícola, Valdinei Silva Souza, um dos responsáveis pelo atendimento no projeto, o encontro trouxe questões especificas para o produtor, sendo uma oportunidade para tirar dúvidas e ver na prática como trabalhar visando alcançar uma melhor produtividade e comercialização.

– O Ruraltins atende diretamente 50 produtores no Manoel Alves, e este é um momento para incentiva-los a produzir melhor, com qualidade, reduzindo gastos e evitando prejuízos – frisou.

Segundo ainda o extensionista, há 120 unidades de produção no Projeto Manoel Alves, com uma área plantada de 2.077 hectares. A produção chega a 900 ton/ano de frutas, sendo estimado para este ano, uma movimentação de R$ 17 milhões. O carro chefe da produção no projeto é a banana com 404 hectares plantados, das variedades nanicas, prata e maçã, seguida da manga, abacaxi, coco, maracujá, dentre outras variedades de frutas como a pinha, melancia e goiaba, além da olericultura, com destaque para a abóbora.

Um dos palestrantes, o pesquisador da Embrapa Tabuleiros Costeiros, em Aracajú, Humberto Rollemberg Fontes, ressaltou que as orientações repassadas aos produtores foram muito proveitosas, principalmente para os pequenos agricultores, uma vez que eles podem trabalhar o consórcio de culturas.

– Em uma mesma área, onde ele tem o coco,  por exemplo, pode plantar o abacaxi, a banana e o maracujá, sendo uma das alternativas para a geração de renda. Então, seguindo a condução correta do pomar, quanto ao manejo do solo, melhoramento genético, fertilidade, monitoramento das pragas e doenças, os produtores desse projeto ou de outras localidades podem se destacar em suas atividades frutíferas, pois a região tem grande potencial – avaliou.

Um público estimado em 600 pessoas prestigiou o 2º Dia Técnico de Fruticultura (Foto: Lúcia Brito/Ascom Ruraltins)
Um público estimado em 600 pessoas prestigiou o 2º Dia Técnico de Fruticultura (Foto: Lúcia Brito/Ascom Ruraltins)

– Os agricultores que estão aqui podem produzir não só para o comércio, como também para o Programa Nacional de Alimentação Escolar e o Programa de Aquisição de Alimentos. Aqui repassamos algumas experiências obtidas, ao longo desses 40 anos, de atuação na Embrapa, mostrando todo o processo de produção, do inicio a colheita – observou Aristóteles Pires de Matos, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, de Cruz das Almas, Bahia, que no evento falou sobre o manejo da cultura do abacaxizeiro e produção integrada.

Representando o presidente do Ruraltins, Sebastião Pelizari Júnior, o diretor de assistência técnica e extensão rural, Edmilson Rodrigues, parabenizou os organizadores e agradeceu a presença dos extensionistas de Palmas, Dianópolis, Taguatinga, Almas, Combinado e de Figueirópolis, no encontro.

– O Ruraltins vai procurar fortalecer o atendimento dentro do Projeto Manoel Alves, trazendo mais técnicos para atuar junto aos produtores. E aqueles agricultores que não estão inseridos no Manoel Alves, serão beneficiados pelo projeto de assistência técnica e extensão rural para Médios Produtores, executado pelo Ruraltins – frisou.

Promoção

Com o objetivo de disseminar novas tecnologias na produção de frutas, O 2º Dia Técnico de Fruticultura do Perímetro Irrigado do Projeto Manoel Alves é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), com recursos do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), em parceria com o Ruraltins.

*Fonte: Ascom/Ruraltins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios