SHARE
Tamires Neto, gerente de Pecuária da CFM (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado rural Agronegócios)
Tamires Neto, gerente de Pecuária da CFM (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado rural Agronegócios)

Por Antônio Oliveira

A qualidade da raça nelore no Brasil deve muito a Agropecuária CFM, que já comercializou mais de 41 mil touros nelore CEIP (Certificado
Especial de Identificação e Produção), chancelado pelo Ministério da Agricultura,  produzidos desde o início de seu programa de melhoramento genérico e seleção, no começo da década de 1980. Isto significa, de acordo com Tamires Neto, gerente de pecuária da empresa, a cobertura de mais de 1 milhão de matrizes.

A empresa, de um grupo britânico, ex-dono dos famosos frigoríficos Anglo, está focada não só na pecuária, mas também na cultura canavieira, citros e silvicultura, e com seis fazendas em diferentes regiões brasileiras (Oeste da Bahia, São Paulo e Mato Grosso do sul), é pioneira na comercialização de reprodutores nelore com 24 meses de idade e revolucionou a forma de comercialização, sendo a primeira empresa a realizar leilões de grande volume de animais avaliados e certificados. Seu rebanho total é de 30 mil cabeças e de cada mil cabeças em processo de seleção, apenas 30% se revelam touros reprodutores. Demais vão para o mercado frigorífico.

Conforme Tamieres Neto, o programa de melhoramento da CFM tem o maior banco de dados individual de avaliação genética de nelore do Brasil com mais de 500 mil informações de animais desmamados, “o que confere muita confiança aos dados resultados do seu rebanho”.

A empresa não trabalha sozinha no processo de seleção e melhoramento genético. Numa parceria com a USP/Pirassununga , ela foi uma das primeiras empresas a selecionar para a precocidade sexual as novilhas nelore em regime totalmente a pasto. Mais recentemente, a CFM também passou a utilizar as ferramentas de análise de DNA e marcadores moleculares para formação de banco de dados interno e uso desta técnica para identificação de paternidade dos lotes de reprodutores  múltiplos.

Megaleilão, edição 2019

A CFM está programando novo leilão. É o 21º Megaleilão, que ocorre entre os dias 8 e 9 de agosto do corrente ano, em São José do Rio Preto (SP). Serão dispiibilizados os 1.000 melhores reprodutores nascidos em 2017.

A CFM Agropécuária foi uma das empresas visitadas pelos jornalistas do 13º Road Show. A visita foi na sua principal fazenda, a São Francisco, em Magda, no interior de São Paulo. Tamires Neto, acompanhado de seus colegas de diretoria, Ana Carolina e José Luís, foram quem receberam os jornalistas com uma palestra e visita a campo. Este repórter integrou esta turnê a convite da Texto Comunicação.

O Road Show é uma promoção da Texto Comunicação Corporativa e que, neste ano, teve o apoio da Agro-Pecuária CFM, Peixe Br, Casa Branca Agropastoril, Phibro Animal Health, Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal, Território da Carne e Trouw Nutrition.

Assista abaixo a entrevista com Tamires Neto, concedida ao editor geral de Cerrado Rural. A entrevista está focada no melhoramento genérico do rebanho do MATOPIBA.

Imagem: Diego França/Texto Comunicação.

 

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY