Da Redação*

Aproximadamente 20 feirantes que comercializam peixes nas feiras de Palmas participaram, nesta segunda-feira, 25, na sede da Vigilância Sanitária (Visa), de uma roda de conversa sobre “Boas Práticas de Manipulação e Comercialização de Pescado.

As atividades fazem parte da série de capacitações promovidas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem) para os feirantes com orientações para o manuseio correto de carnes vendidas na Capital.

Durante a conversa, o gerente de Vigilância Sanitária, Márcio Trevisan, destacou que nos últimos três anos tem trabalhado com essas capacitações de boas práticas, elevando a qualidade dos produtos e agradando a maioria dos consumidores.

Trevisan ressaltou que a Vigilância Sanitária tem interesse em manter a salubridade das feiras, e por isso tem mantido as portas abertas para todos os feirantes.

– Nós temos comércio de carne de toda natureza e por isso estamos oferecendo um ciclo de capacitações educativas, para que eles não sofram as ações da Vigilância de uma forma punitiva e sim de assessoria e sigam com sua vida comercial sem prejuízos – disse.

Ele acrescentou que a idéia é trazê-los para um diálogo aberto e interessante tanto para os feirantes e, principalmente, para os consumidores.

– Todas essas questões têm um final quando as coisas não são controladas, o hospital. Essas ações de prevenção e proteção são necessárias para que não tenhamos que pagar mais caro com ações de remediação – conclui.

As atividades fazem parte da série de capacitações promovidas pela  Sedem(Foto: Prefeitura de Palmas)
As atividades fazem parte da série de capacitações promovidas pela Sedem(Foto: Prefeitura de Palmas)

Para a feirante Raimunda Dias da Silva, esses treinamentos auxiliam no processo de profissionalização das atividades e, com isso,  aumenta mais a responsabilidade em oferecer produtos de qualidade para a mesa das pessoas.

– Temos buscado melhorar as condições de armazenamento dos peixes para que os clientes tenham produtos frescos e apropriados para o uso, por isso sempre participamos dessas ações que a prefeitura organiza –  disse.

O diretor de Comercialização e Abastecimento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem), Ruydelmar Fontoura, esclarece que as feiras da Capital têm passado por reformas e hoje oferecem uma melhor estrutura, tanto para produtores como consumidores.

– Nós pensamos em várias ações conjuntas para profissionalizar os feirantes. Não podemos pensar apenas estrutura física, é preciso qualificar os fornecedores.

Fontoura, esclarece que todos os comerciantes passam por uma preparação durante o ano todo e, em especial, nas datas comemorativas que aumentam a demanda nas feiras da cidade, em especial a Semana Santa.

– Queremos dar garantia de que todos venderão produtos de qualidade e com segurança para todos os consumidores – concluiu.

Ele  lembrou também que na ocasião, os comerciantes tiveram instruções para o uso correto de caixas térmicas e utensílios, uniformes e toucas, higiene e armazenamento do pescado, bem como o descarte correto dos resíduos sólidos, como vísceras, escamas, guelras e barbatanas, além da correta disposição dos peixes na caixa, com uma camada de gelo e outra de peixe, devendo a última ser de gelo.

*Fonte: Secom/Prefeitura de Palmas, com edição de Cerrado Rural Agronegócios