O potencial do Tocantins para investimentos em logística, mais precisamente nos modais hidrovia e ferrovia, foi apresentado nesta sexta-feira, 17, pelo governador do Tocantins, Marcelo Miranda e comitiva, a empreendedores de duas grandes empresas em Gorichem, na Holanda: Chris Kornet, CEO (diretor executivo) da Concórdia Group; e com o presidente da Damen Shipyards, René Berkvens. As lideranças tocantinenses estiveram acompanhados da embaixadora do Brasil nos Países Baixos, Regina Dunlop. A comitiva do Tocantins encontra em Missão Oficial na Europa desde a segunda-feira, 13, onde, em Bonn, na Alemanha, participou da COP 23.

Na Concórdia Group, Marcelo Miranda ouviu de Chris Kornet já haver um levantamento sobre as condições de navegabilidade dos rios Araguaia e Tocantins e que acredita na navegabilidade desses rios, com alguns ajustes (Foto: Pedro Barbosa/Secom-TO)
Na Concórdia Group, Marcelo Miranda ouviu de Chris Kornet já haver um levantamento sobre as condições de navegabilidade dos rios Araguaia e Tocantins e que acredita na navegabilidade desses rios, com alguns ajustes (Foto: Pedro Barbosa/Secom-TO)

– Nas duas empresas, Marcelo Miranda e membros da comitiva apresentaram números e condições naturais do Estado do Tocantins, que favorecem investimentos em ferrovia e hidrovia.

– Estamos no lugar e no momento certo em busca de novos investimentos. Acredito que temos tudo para fecharmos parcerias favoráveis, tanto para o Tocantins, quanto para as empresas que se interessem em investir no nosso Estado – avaliou o governador.

– Nossa presença tem o objetivo de iniciarmos um primeiro contato, uma discussão, não só na construção de barcos e de logística [especialidade da Concórdia Group], mas sobre a navegabilidade de nossos rios; e também buscarmos parceiros com expertise na derrocada de pedreiras [caso da Damen] – disse Marcelo Miranda.

O secretário de Estado do Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura, Alexandro Castro, fez uma apresentação técnica.

– Trabalhamos para garantir a navegabilidade dos dois principais rios do Tocantins, de transporte da nossa produção agrícola. O Governo do Tocantins pretende trabalhar em busca de parcerias público-privadas – ressaltou.

Concórdia Group

Na Concórdia Group, Marcelo Miranda foi surpreendido pelo conhecimento de Chris Kornet sobre o Tocantins. O CEO revelou já haver levantamento sobre as condições de navegabilidade dos rios Araguaia e Tocantins. Ele disse acreditar na navegabilidade desses rios, com alguns ajustes.

– A melhor saída para o transporte, especialmente para exportação da soja no Tocantins, é por meio de contêineres. Essa é a melhor indicação para um futuro próximo, porque é a melhor opção para reduzir preços – sugeriu Chris Kornet, em relação ao Pedral de Lourenço, no Rio Tocantins)

 Damen Shipyard

Na segunda visita, a comitiva tocantinense foi recebida pelo presidente da Damen Shipyards, René Berkvens; pelo diretor de vendas das Américas, da empresa, Sander van Oord; pelo diretor Simon Provoost e pelo gerente de vendas, Pieter Becker.

– Para nós, é gratificante receber uma delegação com interesses em conhecer nossa empresa. Já temos investimentos na América do Sul, em especial no Brasil. Temos interesse em boas parcerias – afirmou o presidente René Berkvens.

Da Secom/Tocantins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios