MANDIOCULTURA- Governo do Tocantins faz parceria para fomentar a agroindústria

MANDIOCULTURA- Governo do Tocantins faz parceria para fomentar a agroindústria

SHARE
mandioca
Algumas agroindústrias não funcionam e outras funcionam sazonalmente em razão da falta de matéria prima (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de desenvolver as agroindústrias de mandioca no Tocantins, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) participaram, na manhã da última quinta-feira, 9, em Palmas, de uma reunião promovida pela Embrapa sobre o Projeto Reniva (Rede de multiplicação e transferência de manivas-sementes de mandioca com qualidade genética e fitossanitária). Representantes de produtores de mandioca do Estado, também estavam presentes no encontro.

Durante o evento foram discutidas formas de multiplicação de manivas- sementes de mandioca e de como distribuí-las, principalmente para pequenos produtores, agricultores familiares, indígenas e quilombolas, além de disseminar o uso de modernas tecnologias, como forma de aumentar a produtividade. “Embora possua dezenas de agroindústrias de farinha o Tocantins ainda importa mandioca. Algumas agroindústrias não funcionam e outras funcionam sazonalmente em razão da falta de matéria prima” explica o engenheiro agrônomo da gerência de fomento à agroindústria da Seagro, Robson dos Santos.

A Seagro participa do projeto como parceiro técnico, desenvolvendo ações para produção de manivas, capacitação técnica, elaboração de cartilhas informativas, e transformação e processamento da mandioca, por meio da Diretoria de Políticas para Agricultura e Agronegócio. Outras ações que serão promovidas pelo governo do Estado por meio do Ruraltins, são no sentido de qualificar os produtores e apoiar à agroindustrialização.

O engenheiro agrônomo da gerência de agricultura da Seagro, Anderson Pereira destaca a prioridade de produzir mais mandioca para que haja o beneficiamento e a industrialização. “É necessário produzir matéria prima suficiente para suprir a demanda”, esclarece. Ele ressalta que na produção da mandioca o agricultor deve priorizar as boas práticas de produção, visando à conservação do solo e as questões ambientais e sociais.

(Fonte: Seagro-TO)

 

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY