SHARE
Maicon e Maciel se projetou no "Encontro de Violeiros" (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)
Maicon e Maciel se projetou no “Recanto de Violeiros” (Foto: Antônio Oliveira/Cerrado Rural Agronegócios)

Por Antônio Oliveira

O palco, um pequeno quiosque; a platéia, homens e mulheres sentados em mesas de bar, comendo churrasco, acompanhado de uma boa cerveja. Todos apaixonados pela música raiz e a dita sertaneja (mais comercial, que de raiz). É ali, na 409 Norte, em Palmas (TO) que, há 13 anos,  dezenas de cantores, solo ou em dupla, expõem sua arte de cantar, na esperança de conquistar público e mercado.

Conforme o coordenador, e também cantor, deste “Recanto de Violeiros”, Gilmar Borges Martins, mais conhecido como “Arrupiado”, o objetivo deste encontro semanal é justamente servir de escola para quem tem a vocação para a música destes dois gêneros, levando-os ao mercado, a princípio regional e, quiçá, mais tarde nacional.

E  várias duplas, segundo “Arrupiado”, já deram seus primeiros passos, gravando seus CDs. Entre as quais ele cita Maicon e Maciel; Lucas Lima e Gabriel; Vitor Sena; Dudu Marques e Rafael e Cristiano Matos e Daniel.

– Este encontro é muito importante para nós, pois nos divulga, é um hobby, um encontro entre amigos, além de nos dar visibilidade – disse Maicom, que faz dupla com o irmão Maciel.

Cerrado Rural Agronegócios, atento a essas manifestações artísticas ligadas ao campo gravou uma das interpretações desta dupla.

Ouça no link abaixo

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY