SHARE

Da Redação*

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado (Ruraltins), oferecerá aos alunos do Colégio Agropecuário de Natividade, no sudeste do Tocantins, um curso com foco na produção integrada e segurança alimentar.

"Sair do arroz e feijão, essa é a ideia de incentivar a produção sustentável e diversificada, utilizando o Sisteminha" (Foto: Ascom/Ruraltins)
“Sair do arroz e feijão, essa é a ideia de incentivar a produção sustentável e diversificada, utilizando o Sisteminha” (Foto: Ascom/Ruraltins)

O curso será desenvolvido em dois módulos, beneficiando 20 alunos que estão no segundo ano dos cursos técnicos em zootecnia e agropecuária. O primeiro módulo ocorrerá neste sábado, 15, e o outro no dia 22 de setembro, tendo como foco a produção sustentável de alimentos, por meio da tecnologia “Sisteminha”, a ser instalada, como unidade demonstrativa no colégio e posteriormente implantadas pelos próprios alunos em propriedades rurais.

Trabalhar questões como a diversidade, alternativas para o aumento da produção, segurança alimentar e nutricional, além de geração de renda extra aos pequenos agricultores, são os principais objetivos do Sisteminha. Em alguns municípios do Tocantins esse tipo de sistema já é uma realidade no meio rural.

– Sair do arroz e feijão, essa é a ideia de incentivar a produção sustentável e diversificada, utilizando o Sisteminha. Inicialmente vamos implantar a unidade na escola agrícola de Natividade, como uma oportunidade para que os vinte jovens, futuros técnicos, possam levar os conhecimentos para as propriedades rurais de seus pais. A partir do momento que eles forem multiplicando os conhecimentos, implantando nas suas chácaras e fazendas, nós do Ruraltins pretendemos auxilia-los por meio da assistência técnica – comentou Ueslei Silva Mazoni, zootecnista do Ruralitns, responsável por ministrar a capacitação, reforçando que o conteúdo do curso abordará: produção com base agroecológica, mercado, administração rural, dentre outros pontos.

O Sisteminha é uma tecnologia desenvolvida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), disseminada em todo País, que visa a criação de peixe, em pequenos espaços. No Tocantins a iniciativa foi ampliada pelo Ruraltins com a introdução de vários cultivos, como verduras, frutas, criação de galinhas e abelhas, como fonte de geração de renda.

*Fonte: Ascom/Ruraltins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY