SHARE
O remate terá transmissão do Canal Rural (Foto: Zzn Peres)
O remate terá transmissão do Canal Rural (Foto: Zzn Peres)

Da Redação*

O Anual Carpa, leilão da raça Nelore, é um dos mais concorridos do circuito nacional de leilões, segundo seus criadores.

Em 2018, a Carpa Serrana completa 47 anos de fundação. Os conceitos de melhoramento genético aplicados na seleção do plantel Carpa favorecem a multiplicação de animais que somam fortes características raciais com índices zootécnicos consistentes em avaliação de funcionalidade e produtividade.

O trabalho criterioso da Carpa Serrana ao longo do tempo produziu um gado “bom na pista e bom na balança” – como destaca um tradicional slogan do criatório – e posicionou o rebanho como uma referência positiva para a pecuária brasileira.

Dentro desse contexto também foi construída a história do Leilão Anual Carpa, que em cada edição apresenta um tema especial.

– Nossa intenção esse ano é reforçar a ideia de que os leilões de genética cumprem a função de disseminar animais de qualidade e contribuem para a evolução do setor. É por isso que vamos trabalhar o evento com um tema que faz analogia aos grandes cursos de água do Brasil – conta Eduardo Biagi.

Com o slogan “Um Rio de Produtividade”, o 39º Leilão Anual Carpa será realizado no dia 18 de agosto, às 13h, no recinto de leilões Carpa, em Serrana, estado de São Paulo. O remate tem transmissão do Canal Rural, coordenação da Programa Leilões e atuação da SAP -Sucesso Assessoria Pecuária.

Sobre a Carpa

A Carpa seleciona Nelore há 46 anos e sempre foi um criatório inovador. A empresa pecuária foi a primeira do Brasil a fazer Transferência de Embriões, realizar abates técnicos na raça Nelore e utilizar receptoras Nelore em seus programas de reprodução assistida. O trabalho da Carpa é considerado um dos melhores e de mais relevância no Brasil, especialmente quando o assunto é novilho precoce e animais de alta qualidade. Com um rebanho de mais de 30 mil cabeças, o criatório ganhou notoriedade por unir o conceito de melhoramento com base em avaliações genéticas ao de seleção morfológica.

*De Assessoria de Imprensa, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY