SHARE
Nos próximos dias, Tereza Cristina deve se reunir com o atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi (Foto: Agência Brasil)
Nos próximos dias, Tereza Cristina deve se reunir com o atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi (Foto: Agência Brasil)

Da Agência Brasil*

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, e a deputada Tereza Cristina (DEM-MS), confirmada para o Ministério da Agricultura, terão uma reunião na próxima terça-feira, 13, para detalhar prioridades e a eventual inclusão de novas áreas na pasta. A definição foi acertada hoje, 8, durante encontro de Tereza Cristina com Bolsonaro, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Foi a primeira reunião entre a futura ministra e o presidente eleito, depois da confirmação do nome dela ontem, 7. Tereza Cristina disse que foi uma “conversa rápida” e que os detalhes sobre a pasta que irá comandar serão definidos na próxima semana.

A deputada federal quer saber, por exemplo, se as áreas da pesca e da agricultura familiar serão incluídas na sua pasta e como ocorrerá esse processo. Segundo Tereza Cristina, é fundamental saber o “tamanho” do Ministério da Agricultura.

De acordo com a deputada, os produtores rurais esperam segurança jurídica, defesa da propriedade e um ministério “mais moderno”, incluindo maior número de acordos comerciais. Nos próximos dias, ela deve se reunir com o atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, para ser mais bem informada sobre o setor.

Meio Ambiente

Antes do encontro com Bolsonaro, Tereza Cristina foi questionada sobre a relação com o Ministério do Meio Ambiente, área de tensão com a pasta da Agricultura, e disse que espera ter uma relação “muito boa” com quem assumir o comando do MMA.

A deputada federal afirmou que a escolha do nome para o Ministério do Meio Ambiente é “exclusiva do presidente eleito”, nas admitiu que, se for consultada, fará sugestões. Ela não quais, porém, adiantar o que sugeriria.

Reação das entidades produtoras

Várias instituições representativas dos agronegócios emitiram nota parabenizando a escolha de Tereza Cristina para o Mapa:

Da Sociedade Rural Brasileira (SRB):

“Os produtores rurais da Sociedade Rural Brasileira (SRB) manifestam apoio e parabenizam o assertivo nome da deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), para ocupar o cargo de Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no novo governo de Jair Bolsonaro.

A deputada eleita pelo Mato Grosso do Sul tem ampla experiência no setor, tendo passado pelos cargos de Secretária de Agricultura e de Secretária de Governo do Estado, além de ter atuado como presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, quando avançou em temas extremamente relevantes para o setor.

Certamente, no ministério poderá seguir os trabalhos iniciados pela FPA, principalmente em relação às necessárias reformas no âmbito da defesa sanitária, política agrícola e comércio internacional.

Com amplo apoio no setor, o próximo governo ganhou um excelente quadro para construção das reformas necessárias ao Brasil”

“Nós estamos torcendo que dê certo e vamos ajudar em tudo que for possível e gostaríamos que, realmente, o Ministério da Agricultura continuasse seguindo o caminho que a ministra Kátia (Abreu) e o ministro Blairo (Maggi) traçaram para este ministério” (Julio Busato)

Associação Brasileira da Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE):

“A ABIOVE (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais) recebeu de forma muito positiva  a indicação da deputada federal Tereza Cristina, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, como próxima ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

De acordo com o presidente-executivo da ABIOVE, André Nassar, Tereza Cristina é uma “parlamentar de grande confiança, combina visão política e técnica.”

Da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB):

“A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) recebe com entusiasmo o anúncio feito pelo novo Presidente eleito, Jair Bolsonaro, que oficializa a Deputada Tereza Cristina Correa da Costa Dias (DEM-MS) como a nova Ministra da Agricultura.

A entidade acompanha com muito interesse o trabalho da futura ministra à frente da FPA (Frente Parlamentar da Agropecuária), além de reconhecer o seu grande conhecimento sobre o agronegócio brasileiro, seus desafios e potencialidades.

Também nos enche de satisfação ter uma pecuarista no Ministério. Nesse sentido, temos plena confiança de que Tereza Cristina construirá uma agenda positiva para o agro e a pecuária brasileira.

A ACNB coloca-se à disposição da nova titular da Agricultura para que, juntos, possamos caminhar para uma atividade cada vez mais forte, segura e eficiente, que valorize o homem do campo e nos dê orgulho de produzir alimentos com qualidade e sustentabilidade, preservando o meio ambiente e atendendo à crescente demanda global”

Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa)

Por meio de seu presidente, Júlio Busato, em mensagem enviada à redação de Cerrado Rural Agronegócios, a Abapa considera que Tereza Cristina foi uma “excelente escolha”. A íntegra da mensagem: “A nova ministra, além de agrônoma, é produtora rural, tem experiência com o agronegócio, vive o agronegócio e tem uma vida pública de muito trabalho e muita produtividade. Nós estamos torcendo que dê certo e vamos ajudar em tudo que for possível e gostaríamos que, realmente, o Ministério da Agricultura continuasse seguindo o caminho que a ministra Kátia (Abreu) e o ministro Blairo (Maggi) traçaram para este ministério e que a agricultura brasileira continue se desenvolvendo cada vez mais.”

*Com informações das assessorias da ABIOVE, ACNB, ABAPA e SRB e edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY