SHARE
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Da Redação*

Nesta quarta-feira, 03, a partir das 16h, as instituições que formam a Comissão da Produção Orgânica no Tocantins (CPorg-TO), como o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária (Seagro), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e demais membros, realizam uma rodada de conversa, sobre a produção agroecológica no Estado. O evento acontecerá no Terraquarium da Ulbra, em Palmas e contará com a participação de técnicos, estudantes, professores, produtores e pessoas interessadas no assunto.

De acordo com Amanda Oliveira, gerente do setor de agroecologia e orgânicos no Ruraltins, existem cerca de 30 produtores de produtos agroecológicos no Estado, sendo destes, 08 em Palmas.

– A nossa luta é para que cresça cada vez mais a produção de alimentos agroecológicos em nosso estado. Temos bons exemplos, como a região de Palmas e Araguaína que se destacam na produção. Atualmente, já existe em Palmas uma CSA – Comunidade que Sustenta a Agricultura, uma alternativa economicamente viável, ecologicamente sustentável e socialmente justa, que vem contornar o modelo atual de produção, atendendo os consumidores semanalmente com cestas de produtos saudáveis, onde os produtores registram seus produtos e fornecem os alimentos a seus consumidores toda semana. Os consumidores cadastrados no CSA pagam uma vez ao mês e recebem via redes sociais a relação dos produtos disponíveis, escolhem o que querem comprar e os produtores são entregues no ponto de entrega definido entre eles – relata Amanda, ressaltando que os produtos são de qualidade e têm um ótimo valor de mercado.

Ainda de acordo com a gerente Amanda Oliveira, o pacote mensal, está no valor de cento e quarenta reais, e os alimentos são entregues toda semana a domicílio de acordo com o escolhido pelos consumidores cadastrado. A CSA é formada por pessoas que defendem e acreditam na causa e compram os produtos

Em Palmas, os oito produtores que fornecem os alimentos, fornecem os seguintes: hortaliças, ovos caipira, pimenta, açafrão, ervas finas, conservas e congelados (pasta de pimenta, carne de caju, sucos, hamburguer vegano, pães semi-integrais assado em panela de barro, bolo de coco babaçu, massas, doces, entre outros. Palmas já conta também, com uma gourmeria especializada em produtos agroecológicos.

Principais Conquistas 

Criação da comissão CPOrg-TO, aumento da produção, produtores engajados em todo estado, a exemplo de Araguaína, que já está bem encaminhado, aumento de consumidores, assistência técnica focada na produção agroecológica e andamento para criação de grupo de Organização de Controle Social (OCS), que dá uma garantia de produtos orgânico para vendas diretas.

*Fonte: Ascom/Ruraltins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY