(Foto: Governo do Piauí)
(Foto: Governo do Piauí)

Da Redação*

A Secretaria da Agricultura Familiar (SEAF), do Piauí,  a Câmara Setorial da cadeia produtiva de Piscicultura e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Piauí (Sebrae-PI), realizaram  na última quarta-feira, 12, no auditório do Sebrae, o Workshop Nacional do Pangasius – Edição Piauí. O evento contou também com o apoio da Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e tem como objetivo fazer o ordenamento da espécie que tem origem no Vietnã e capacitar os produtores para o cultivo sustentável da espécie no estado.

Participaram também da solenidade de abertura do workshop o diretor da SEAF, Luciano Sousa; o superintendente da SEAF,  Francisco das Chagas Ribeiro e o consultor Guilherme Fernandes Gondolo.

Segundo o diretor de Fomento a Piscicultura da SEAF, Luciano Sousa Brito, o workshop  possibilitou que os piscicultores tirem as dúvidas sobre a produção dessa espécie no estado.

Pela manhã, a programação do treinamento contou com palestras de especialistas e consultores sobre mitos e verdades na produção do Pangassius, licenciamento ambiental na aquicultura, normas e procedimentos, anotações de responsabilidades técnica, pesquisas realizadas no Brasil e a importância do ordenamento da produção.

Francisco das Chagas Ribeiro representou o secretário Hérbert Buenos Aires na ocasião e ressaltou que a experiência do workshop mostra a importância de se ter disposição para empreender.

– Também e preciso ter todas as informações técnicas para fazer as adaptações e melhorar a produção – declarou.

A programação continuou com palestras sobre o potencial mercadológico do Pangasius, o papel da Associação Brasileira de Criadores de Pangasius (ABCPanga) no cenário atual e perspectivas futuras, estratégias e desenvolvimento e uma mesa redonda para discussões dos diversos temas apresentados, coordenada por João Crescêncio.

Os participantes também tiveram a oportunidade de degustar pratos preparados com o peixe panga, a exemplo de  salgados, moqueca e caldos.

*Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Rural do Piauí