COMPARTILHE
Glória (à dir.) e seu clone (CABR Glória TN1)
Glória à direita e seu clone, Glória TN1 (Foto: Texto Comunicação)

IPC 800 Glória 154, ou simplesmente Glória, é a mais importante matriz da raça Brahman no Brasil. Ela morreu aos 18 anos e 8 meses e deixou um grande legado de 208 filhos nascidos com 23 touros diferentes, 1.022 netos e 1.573 bisnetos. No total, são 4.900 descendentes diretos. Destes, há centenas de campeões nas mais importantes exposições pecuárias do País. É o caso de MR BEER 73, Grande Campeão da Expozebu, e de CABR Dhifalla 899, cujo também venceu em Uberaba, mais disputada exposição pecuária do Brasil. Dhifalla, aliás, é mãe de outros dois Grandes Campeões da Expozebu: CABR Mifalla e CABR Mussambé. Por tudo isso, Glória é Matriz Vitalícia da raça Brahman, assim como sua filha CABR Dhifalla 899.

– Glória é tudo o que um selecionador busca em uma matriz. Fértil, repassou para sua progênie suas melhores qualidades. Os resultados comprovam o seu desempenho – pontua o criador Paulo de Castro Marques, proprietário da Casa Branca.

Glória nasceu em 1998, na Colômbia. No final do ano seguinte, fez parte de um lote de 15 machos e 15 fêmeas Brahman, adquirido pelo médico veterinário Pedro Antônio de Oliveira Ribeiro Sobrinho (Brahman Beer). Em 2005, a Casa Branca iniciou o seu projeto de Brahman com a aquisição de um lote de doadoras do Brahman Beer, incluindo Glória.

Em sua vida produtiva, Glória teve dez partos naturais e produziu embriões viáveis até os 17 anos. Sua marca também está no Programa de Melhoramento Genético Zebuíno (PGMZ), da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). Lá, Glória possui índice de habilidade materna de 99,8 pontos em um máximo de 100. Recentemente, Paulo de Castro Marques decidiu compartilhar a genética de Glória e fez sociedade na vaca com a J4 Agropecuária e Empreendimentos. Glória foi clonada. Sua história está preservada.

Da Ascom/Texto Comunicação, com edição de Cerrado Rural

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA