SHARE

Da Redação

O presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato e o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, Oziel Oliveira oficializaram, na última terça-feira, 18,  a assinatura de um Acordo de Cooperação Técnica que garantirá a recuperação de 60 km da estrada do Alto Horizonte, naquele município.  A via vicinal liga fazendas e comunidades rurais às rodovias federais BR 020 e BR 242, beneficiando 300 famílias daquela região.

A PPP da Abapa com a Prefeitura de LEM é mais uma que visa melhorar a log´ca na região (Foto: Ascom/Abapa)
A PPP entre Abapa e Prefeitura de LEM é mais uma que visa melhorar a log´ca na região (Foto: Ascom/Abapa)

Para garantir a execução das obras, a Prefeitura envolverá diretamente as secretarias municipais de Orçamento, Planejamento e Gestão; Infraestrutura; Agricultura; e Meio Ambiente, além de garantir 100% do óleo diesel necessário para a execução das obras.

– Mais uma vez, a união entre o poder público e os produtores convergem para o desenvolvimento econômico e social do nosso município e todo o oeste da Bahia – afirmou Oziel Oliveira.

Já a Abapa, por meio do Programa Patrulha Mecanizada, garantirá os equipamentos necessários e equipes para execução da obra. Os produtores da região oferecerão apoio logístico aos profissionais que estarão na linha de frente.

-É assim, com a união de todos que estamos conseguindo chegar mais longe e garantir aos nossos agricultores e a comunidades do oeste mais condições de transitar. Só temos a agradecer ao prefeito Oziel Oliveira por mais esta parceria com a Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães – destacou o presidente da entidade, Júlio Busato.

Patrulha Mecanizada 

Somente em 2017, os agricultores baianos, por meio do Patrulha Mecanizada da Abapa, revitalizaram 223,2 km de estradas. Desde o início do projeto, em 2013, já foram recuperados mais de 1.300km de estradas, com um investimento aproximado de R$ 30 milhões para a aquisição de máquinas, manutenção e custeio das operações do programa, com recursos dos agricultores baianos, por meio do IBA, Prodeagro, Fundeagro e parceria com os municípios e com apoio dos próprios produtores.

*Fonte: Ascom/Abapa, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY