turra
Francisco Turra afirma que a maior parte destas cargas é desviada para pequenos estabelecimentos, que vendem sem garantia de qualidade dos produtos (Foto: Divulgação)

A violência vem causando prejuízos milionários para os produtores de alimentos no Brasil.  Apontamento realizado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) junto às agroindústrias produtoras de carne de frango, de ovos e de carne suína indica perda de R$ 38,5 milhões no ano passado com roubos de cargas.

Foram mais de 1200 ocorrências ao longo de 2016, principalmente, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Conforme os dados informados pelas empresas, foram desviadas 3,9 mil toneladas de produtos no período.

Os roubos foram registrados, sobretudo, em rodovias e áreas de desembaraço de cargas.

Em conformidade com o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, a maior parte destas cargas é desviada para pequenos estabelecimentos, que vendem sem garantia de qualidade dos produtos.

– São vendidos sem notas fiscais ou com notas frias, em estabelecimentos que adquirem estes produtos ilegalmente e sem qualquer garantia de qualidade, manipulados e armazenados de forma inadequada. Este também é um atentado contra a economia e contra a saúde do consumidor – alerta Turra.

Foi apresentado pela ABPA, os detalhes das ocorrências ao Ministro da Justiça, Osmar Serraglio, em audiência ocorrida na última segunda, 22, em Brasília (DF).

– Houve comprometimento por parte do Ministro sobre a realização de uma ação incisiva contra estes crimes que impactam o setor e os consumidores – informa o Presidente da associação.

Da Ascom/ABPA,  com edição de Cerrado Rural