Da Redação*

A pesquisa e a infraestrutura no oeste da Bahia, região de Cerrado que integra o MATOPIBA, terão recursos da ordem de R$ 15 milhões, oriundos do Programa de Desenvolvimento da Agropecuária (Prodeagro). No total, serão doze projetos constantes no edital 001/2018 do Programa e estão em função da safra 2018/2019. Eles foram aprovados durante reunião anual do Prodeagro, realizada nesta terça-feira, 27, no estande da Secretaria de Agricultura da Bahia, durante a Feira Internacional da Pecuária – Fenagro 2018. A secretária de agricultura da Bahia, Andréa Mendonça recebeu os demais membros do Conselho Gestor do Prodeagro para discutir os projetos em questão.

Tratam-se de obras de abertura de estradas, construção e recuperação de pontes, algumas dessas obras já em andamento. Na área de pesquisa, for aprovado o desenvolvimento de cultivares de gergelim, como alternativa para a sucessão da soja, no inverno, de reponsabilidade da Fundação Bahia.

O presidente do Prodeagro, Celestino Zanella, destacou os avanços conquistados pelo Programa ao longo dos seis anos de existência.

Reunião do Prodeagro foi durante a Fenagro (Foto: Ascom/Abapa)
Reunião do Prodeagro foi durante a Fenagro (Foto: Ascom/Abapa)

– Os resultados são muito positivos, esses recursos tornam possível a catalisação de ações, temos conseguido asfaltar ruas, cortar serras para a abertura de estradas, construir pontes. É uma soma de esforços e valores que envolve o Programa, agricultores e prefeituras, com multiplicação de recursos – destacou.

Para a secretária Andréa Mendonça, o Prodeagro revela-se cada vez mais um importante programa de política agrícola do Estado da Bahia, e a Fenagro, o espaço estratégico para a realização de reuniões do setor e formação de novas parcerias.

– É importante para nós, receber as demandas, buscar estratégias que garantam uma agricultura cada vez mais responsável e eficaz, e a Fenagro é o local para que isso aconteça, como é o caso do Prodeagro, que mantém ações efetivas para melhoria não apenas da atividade, mas, da vida das pessoas – disse.

As ações desenvolvidas pelo Patrulha Mecanizada, um Projeto criado pela Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), com recursos do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), e mantido, parte com aportes do Prodeagro, garante a infraestrutura básica para que os agricultores baianos possam escoar a sua produção e melhorar a trafegabilidade das estradas vicinais até as propriedades rurais.

– Já investimos no Patrulha mais de 30 milhões, recuperamos mais de 1.300 quilômetros de estradas que cortam o oeste baiano. Temos outros projetos na fila e estamos tentando aumentar ainda mais estes recursos para contemplar estes novos projetos. Daí a importância dos valores do Prodeagro somados aos dos produtores – disse.

O Prodeagro

Fazem parte do Conselho Gestor do Programa a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), Fundação Bahia e as secretarias estaduais de Agricultura (Seagri) e Infraestrutura (Seinfra).

*Fonte: Ascom/Abapa, com edição de Cerrado Rural Agronegócios