Equipe do CAF é recebido pelo governador Marcelo Miranda, em Palácio. (Fotos: Secom/TO)
Equipe do CAF é recebido pelo governador Marcelo Miranda, em Palácio. (Fotos: Secom/TO)

Uma equipe do Governo do Tocantins recebeu, nesta manhã de terça-feira, 23, na sede da Secretaria do Planejamento e Orçamento (Seplan), representantes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF)

Na ocasião, foram apresentados o  cenário, os indicadores  e potencial de desenvolvimento econômico do Estado, assim como o detalhamento do projeto do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Tocantins (Prodetur) adequado ao planejamento da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden) para fortalecer as regiões turísticas de Palmas, Cantão e Jalapão.

A CAF é uma instituição financeira que apoia o desenvolvimento dos países da América Latina. O diretor presidente do banco no Brasil, Victor Rico, explica que a política da instituição é aproveitar o potencial de cada região para fomentar o seu desenvolvimento, o que, no caso do Tocantins, passa pelo setor turístico.

De acordo com o secretário Alexandro de Castro, essa missão técnica de avaliação empreendida pela CAF é um indicativo de conclusão do projeto.

– Esse encontro é a etapa final para que possamos produzir um documento que irá permitir a obtenção desse financiamento. Esse documento técnico contempla todas as ações do programa, que uma vez definido o seu conteúdo, será autorizado pelo banco financiador e será submetido aos avais do governo federal, para seguir todo o trâmite necessário – destaca.

Quando o projeto for aprovado, será o maior investimento em infraestrutura turística no Estado. O Prodetur prevê recurso total de US$ 120 milhões, sendo US$ 72 financiados pela CAF e US$ 48 milhões em contrapartida do Governo do Estado.

– Acreditamos que esse é um projeto que vai promover o desenvolvimento do estado do Tocantins. Como uma instituição de desenvolvimento, nosso papel é ajudar para que este projeto tenha sustentabilidade ambiental, social e econômica – pontua Victor Rico.

Ele explica ainda que, uma vez aprovado pela comissão da instituição, em seis meses pode ser assinado o contrato de crédito.

O superintendente de Desenvolvimento Turístico, James Possapp, explicou que o projeto foi retomado no início do ano passado e, para a sua continuidade, foram necessárias algumas adequações, para alinhamento ao plano de desenvolvimento turístico do Tocantins.

Na ocasião, foram apresentados o  cenário, os indicadores  e potencial de desenvolvimento econômico do Estado.
Na ocasião, foram apresentados o cenário, os indicadores e potencial de desenvolvimento econômico do Estado.

O projeto prevê obras especialmente de pavimentação asfáltica nas rodovias TO 247, 030 e 110, nos municípios ligando Lagoa do Tocantins e Mateiros, trecho de 196 km; ampliação do sistema de saneamento de Mateiros; investimento em  sinalização indicativa e turística no Estado; construção do Centro Turístico de Interpretação Ambiental, em Palmas; além da construção do Parque do Alecrim e da sede do Monumento Natural Canyons e Corredeiras do Rio Sono (MONACC), em São Félix.

Também estiveram presentes na reunião os secretários do Planejamento e Orçamento, David Siffert, da Infraestrutura, Sérgio Leão, da Fazenda, Edson Nascimento, e o vice-presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Edson Cabral.

Agenda

Depois da reunião na Seplan, os representantes da CAF e a equipe do Governo seguiram para o Palácio Araguaia, onde se reuniram com o governador Marcelo Miranda. À tarde membros da equipe da CAF sobrevoarão as áreas onde serão realizadas as obras do Prodetur. A visita segue até quinta-feira, dia 25, com reuniões de trabalho para definir todos os aspectos que envolvem o projeto e elaboração do documento final.

Prodetur

O Programa de Desenvolvimento Sustentável do Tocantins é vinculado ao Ministério do Turismo (MTur), com a proposta de fortalecer a Política Nacional de Turismo alinhando os investimentos regionais, estaduais e municipais a um modelo de desenvolvimento turístico nacional. O seu objetivo é promover o desenvolvimento das regiões turísticas do Tocantins, a inclusão social com aumento da geração de renda das comunidades locais e a conservação ambiental por meio da atividade turística planejada.

(Da Ascom/Sedetur, com edição de Cerrado Rural)