SHARE
galinha poedeira
No decorrer dos anos, a companhia tem trabalhado para avançar de forma consistente nesta temática e ampliar o bem-estar dos animais de toda sua cadeia (Foto: Divulgação)
Considerada uma das maiores companhias de alimentos do mundo, a BRF, assumiu o compromisso de, até 2025, empregar em todo seu processo industrial de alimentos apenas ovos provenientes de galinhas não submetidas a confinamento em gaiolas. A utilização da matéria-prima, na maioria das vezes, é na produção de industrializados.
– Esse é mais um passo que damos como demonstração de nosso esforço contínuo em obter avanços no compromisso assumido publicamente pela BRF com o bem-estar dos animais – pontuou Sula Alves, gerente de sustentabilidade da BRF.
O projeto está contemplado na parceria entre a companhia e a ONG World Animal Protection (Proteção Animal Mundial) que, juntas, estabeleceram um programa pioneiro entre as empresas do setor no Brasil, com o objetivo de aprimorar os cuidados com os animais.
A parceria da BRF com a World Animal Protection envolve a construção de um plano de trabalho abrangente, com base na transmissão de conhecimento e troca de experiências com a finalidade de avançar nas práticas de bem-estar animal.
– Vamos continuar engajados em desenvolver cada vez mais ações liderando mudanças e boas práticas no setor – afirmou Sula.
No decorrer dos anos, a companhia tem trabalhado para avançar de forma consistente nesta temática e ampliar o bem-estar dos animais de toda sua cadeia, como por exemplo, ao anunciar em 2014 a eliminação gradativa de celas de gestação em sua cadeia de fornecimento e produção de suínos até o final do ano de 2026.
Sobre a BRF
A BRF é uma das maiores companhias de alimentos do mundo, com mais de 30 marcas em seu portfólio, entre elas, Sadia, Perdigão, Qualy, Paty, Dánica, Bocatti e Vienissima. Seus produtos são comercializados em mais de 150 países, nos cinco continentes. Mais de 100 mil funcionários trabalham na companhia, que mantém mais de 50 fábricas em oito países (Argentina, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Holanda, Malásia, Reino Unido,  Tailândia e Turquia).
Da Ascom/BRF, com edição de Cerrado Rural

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY