RECURSOS – Tocantins consegue liberação de recursos atrasados

RECURSOS – Tocantins consegue liberação de recursos atrasados

SHARE

Por meio de gestão do Governo do estado do Tocantins, junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), serão liberados para o Estado recursos referentes a uma emenda parlamentar da senadora Kátia Abreu no valor de R$ 3 milhões que estavam com parcela pendente no Mapa. A verba permitirá que o Estado invista em três cadeias produtivas: floresta, piscicultura e leite.

O recurso destinado ao Instituto Rural do Tocantins (Ruraltins) será usado nas seguintes ações: aquisição de 88 tanques de expansão para resfriamento de leite; aquisição de equipamentos para um laboratório de piscicultura a ser implantado em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e criação de um viveiro de mudas no Parque Agrotecnológico do Tocantins (Agrotins).

Os tanques de resfriamento de leite são referentes a primeira etapa do projeto e, portanto, já foram adquiridos com parte do recurso que havia sido liberado anteriormente. Com o pagamento da parcela pendente os tanques poderão ser distribuídos no segundo semestre. Serão contemplados produtores selecionados e cadastrados pelo Ruraltins, em parceria com os sindicatos rurais dos polos produtivos de leite do Tocantins.

A negociação do pagamento aconteceu em reunião no Mapa, na tarde da última quinta-feira, 17, entre a secretária executiva substituta do órgão, Josefa Iracele Santiago Pereira, o secretário de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros e o presidente do Ruraltins, Pedro Dias.

Agricultura de Baixo Carbono

No encontro, discutiu-se sobre a liberação de recursos para expansão dos projetos de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) no Tocantins. O Plano ABC, do Governo Federal, prevê que o uso do solo tenha um papel importante na redução do efeito estufa, sendo responsável por 22,5% do compromisso nacional voluntário para cortar as emissões entre 2010 e 2020.

– O Brasil tem um compromisso internacional em reduzir a emissão de gás carbônico na agricultura empresarial. Nós queremos aproveitar esse momento em que o tema é uma das prioridades do Governo Federal para expandir essa atividade no Tocantins”, destacou o presidente Pedro Dias.

Atualmente, o Estado conta com 40 unidades de referência tecnológica em ABC, sendo que 36 delas foram implantadas pelo Ruraltins, em parceria com a Embrapa.

( Fonte: Ascom/Seagro)

 

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY