Da Redação*

Numa atitude exemplar e que evidencia o comprometimento do agro regional com a proteção ao meio ambiente, agricultores do oeste da Bahia, ligados a Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa) e uma empresa que presta serviços de consultoria ambiental, uniram-se em apoio a despoluição de praias do litoral baiano, afetadas pelo óleo derramado no mar do Nordeste brasileiro. Eles enviaram material de apoio ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para o auxílio na retirada do óleo que já atinge nove estados do Nordeste (na Bahia são 18 municípios).

A previsão da Abapa é que outros caminhões rumem com destino a Salvador, carregados de bags (Foto: Ascom/Abapa)

A Abapa enviou um caminhão com embalagens plásticas reforçadas (bags) que servirão para depositar o óleo retirado das praias e demais áreas atingidas. A ação, de acordo com o presidente da instituição, Júlio Busato, demonstra a preocupação da classe produtora diante de um desastre ambiental de proporções ainda incalculáveis.

– Não podemos fechar os olhos para o que se passa no Brasil, apesar da distância do litoral, nos preocupamos com a situação e, dentro de nossa possibilidade, estamos oferecendo apoio, esse é nosso papel – destaca Busato.

O caminhão enviado foi recebido, em Salvador (BA), no domingo, 27, pelas equipes do Ibama e da Marinha, que já começaram a utilizar as embalagens para armazenar o óleo retirado. A iniciativa do Oeste mereceu, do superintendente do Ibama no Estado, um comunicado de agradecimento, direcionado aos agricultores. No áudio, Rodrigo Alves destaca: “Agradeço a todos os agricultores pelo apoio neste momento de crise ambiental que se abate sob o nosso litoral, muito obrigado a todos. Continuamos nosso trabalho confiantes de que nada resiste ao trabalho e de que em breve, teremos, nosso litoral sob controle e nossas praias, limpas, novamente”.

A previsão da Abapa é que outros caminhões rumem com destino a Salvador, carregados de bags para auxiliar os órgãos competentes. Outra ação, com o mesmo foco, partiu da empresa Trevo Consultoria Ambiental, com apoio de agricultores do Oeste. Foram adquiridos itens como luvas, protetores solares, espátulas, carrinhos de mão e baldes, além de sacos bag e enviados a capital do estado para serem entregues às equipes do Inema. Todo o esforço terá continuidade, segundo os envolvidos nas ações, que buscam, com o apoio, contribuir na limpeza nas praias no Nordeste brasileiro.

*Fonte: Ascom/Abapa, com edição de Cerrado Rural Agronegócios