Da Redação*

Quatro profissionais foram enviados pela Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec),  ao estado do Piauí, no sábado, 25, para contribuir com as ações de controle e erradicação da Peste Suína Clássica (PSC). Essa missão auxiliará nas atividades de saneamento de foco, colheita de material, atendimento as notificações, realização de vigilância, educação sanitária, sacrifício de animais positivos, entre outros.

Missão auxiliará nas atividades de saneamento de foco, colheita de material, atendimento as notificações (Foto: Piauí Notícias)
Missão auxiliará nas atividades de saneamento de foco, colheita de material, atendimento as notificações (Foto: Piauí Notícias)

De acordo com o gerente de sanidade animal da Adapec, Sérgio Liocádio, no domingo, 26, eles participaram de reuniões para entenderem a real situação, para então, a partir desta segunda-feira, 27, já iniciarem os trabalhos a campo.

– Viemos ajudar e também aprender, pois apesar de termos muitos treinamentos sobre o assunto, vivenciá-lo na prática acrescentará muito aprendizado ao nosso trabalho para estarmos mais preparados – avalia.

Segundo o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha, a enfermidade causa grande preocupação no país inteiro pelos impactos econômicos, e toda ajuda nesse momento é muito importante para conter e combater os focos.

– Colaboramos com o estado do Ceará quando apareceu o foco, agora estamos também no Piauí por um prazo de oito dias, essa união de forças promove troca de experiências e fortalece as agências de defesa agropecuária em ações de combate a doenças – disse.

Alberto Mendes relembrou que o Tocantins colocou em prática o Plano de Contingência que visa à intensificação da fiscalização de trânsito nas divisas do Piauí e limítrofes a área não livre; vigilâncias ativas; notificação as empresas de transportes coletivos; abatedouros de suínos; comerciantes de rodoviárias, postos de combustíveis e restaurantes sobre o destino dos restos de alimentos desses estabelecimentos, entre outros. Além disso, a realização de palestras e reuniões para prestar orientações.

Peste Suína Clássica

A PSC, também conhecida como febre suína ou cólera dos porcos, é uma enfermidade contagiosa causada por vírus e muitas vezes fatal aos suínos. Não é transmitida ao homem. Os principais sintomas nos animais são: depressão e febre alta, hemorragias, regiões avermelhadas, entre outras.

Vale lembrar que o criador de suídeos ao identificar qualquer suspeita da doença deve comunicar imediatamente a Adapec. Outra orientação é não trazer suínos e seus produtos de outros estados não livres da PSC. O Tocantins é livre da PSC e nunca teve registro da doença.

Área livre da PSC

Segundo o Ministério da Agricultura, a zona livre de PSC do Brasil inclui o Distrito Federal e 15 estados  (RS, SC, PR, MG, SP, MS, MT, GO, RJ, ES, BA, SE, TO,  RO e AC).

*Fonte: Ascom/Adapec, com edição de Cerrado Rural Agronegócios