SHARE

Da Redação*

Os sindicatos rurais do oeste da Bahia se reuniram, nesta terça-feira, 4, com a diretoria do Sistema Faeb (Federação da Agricultura do Estado da Bahia) na sede da instituição, em Salvador. Nesses encontros, que estão acontecendo em todas as regiões do estado, segundo a Faeb, é realizado um levantamento das demandas e dificuldades enfrentadas pelo segmento agropecuário de cada local e a discussão de estratégias e ações executadas pelo Sistema Faeb/Senar, com o apoio dos Sindicatos Rurais no interior da Bahia.

A equipe técnica do Senar Bahia apresentou as diretrizes para desenvolvimento do Planejamento Anual de Trabalho do Senar (PAT) (Foto: Ascom/Faeb)
A equipe técnica do Senar Bahia apresentou as diretrizes para desenvolvimento do Planejamento Anual de Trabalho do Senar (PAT) (Foto: Ascom/Faeb)

– São vocês que estão na ponta. O Sindicato dos Produtores Rurais é o braço operacional do nosso Sistema. Vocês convivem diariamente com os produtores rurais e sabem as necessidades do Agro na região oeste, com todas as suas especificidades. Estamos modernizando nossas ações porque o sindicalismo no Brasil passa por um momento de reinvenção e transformação – disse o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia, Humberto Miranda.

Ainda conforme ele, cada um em seu município precisa fortalecer parcerias com as instituições públicas e privadas locais, participando das decisões políticas que impactam na vida do produtor rural.

A presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães (LEM), Carminha Missio, reforçou a necessidade de fortalecimento do Sistema Sindical.

– Essa reunião de alinhamento do Sistema é de suma importância nesse novo momento sindicalismo, de reinvenção na forma de atender, nesse inter-relacionamento entre a base produtora e o Sistema – disse.

Ela diz ainda acreditar que as ideias, sugestões e planejamentos que foram discutidos ano encontro  levará a boas decisões e implemento dos métodos para se fazer a sustentabilidade do Sistema, com o aperfeiçoamento e enriquecimento de nossas ações.

Durante a reunião, também foi realizado o alinhamento das ações para 2019, a exemplo dos programas de Formação Profissional Rural e Assistência Técnica oferecidos pelo Sistema Faeb, com o apoio dos sindicatos. A equipe técnica do Senar Bahia apresentou as diretrizes para desenvolvimento do Planejamento Anual de Trabalho do Senar (PAT).

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Moisés Almeida Schmidt,  falou sobre sua expectativa de ampliação do atendimento aos produtores do Oeste, em 2019.

– Trouxemos todas as nossas demandas no oeste da Bahia para, junto com a Federação e também com o apoio da CNA, ampliar o nosso atendimento ao produtor rural da região e oferecer condições para que ele possa produzir com segurança, alta produtividade e tecnologia.

Também participaram do encontro, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Santana, Geraldo Brandão; o presidente do Sindicato de Santo Amaro da Purificação, Pulo Silva; o presidente do Sindicato de Cairu, Wamilson Palma; e o mobilizador do Sindicato de Ibicoara, Lucas Macêdo.

Do Sistema Faeb, a reunião também contou com a participação da superintendente do Senar Bahia, Carine Magalhães; do assessor Jurídico da Federação, Carlos Bahia; do gerente Técnico do Senar Bahia, Rui Dias; do gerente de Programas do Senar Bahia, Carlos Rio; além de técnicos do Sistema.

Representantes do oeste da Bahia, Carminha Missio e Moisés Schmidt (Foto: Ascom/Faeb)
Representantes do oeste da Bahia, Carminha Missio e Moisés Schmidt (Foto: Ascom/Faeb)

Sistema Faeb no Oeste

No oeste da Bahia, os sindicatos estão presentes em cinco municípios (Barreiras, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Santana e Wanderley) com abrangência em praticamente toda a região. Além de desenvolver seminários, missões técnicas para difusão de novas tecnologias, dias de campo, fóruns, entre outras ações, os sindicatos são parceiros na mobilização dos produtores e na execução dos programas técnicos focados nas principais cadeias produtivas da região. Os números da atuação no Oeste comprovam a importância da região para o Sistema Faeb. São 22 municípios atendidos, oferecidos 10 programas técnicos, cerca de 17 mil horas de capacitação voltada para mai s de 30 mil pessoas.

*Fonte: Ascom/Sistema Faeb com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY