(Foto: Governo do Tocantins)
(Foto: Governo do Tocantins)

“O grande desafio desta região em estudo no Tocantins  é utilizar menos água, com mais eficiência”

Da Redação*

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, do Governo do Tocantins (Seagro), realizou uma reunião, na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2019), com representantes da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e agricultores de municípios da região Sudoeste do Tocantins. A proposta foi debater o Plano de Desenvolvimento Sustentável do Tocantins

Durante o encontro, na quarta-feira, 8, foram discutidos assuntos como o desenvolvimento do Plano de Desenvolvimento Sustentável  da Região Agrícola  Irrigada do Sudoeste do Tocantins, como também a possibilidade de uma integração do Ministério da Agricultura  com a FAO, positiva, para desenvolver o Polo de Desenvolvimento Sustentável da Região Sudoeste do Tocantins visando à análise da disponibilidade hídrica superficial e à segurança hídrica subterrânea.

O secretário executivo da Seagro, Thiago Dourado, informou que o plano será elaborado objetivando que a expansão da agricultura no Tocantins seja realizada com responsabilidade ambiental, com soluções produtivas inovadoras e de alta produtividade, visando o desenvolvimento econômico sustentável do Tocantins.

– O plano visa apoiar os produtores da região da Bacia do Rio Formoso do Tocantins, no que diz respeito à expansão  das áreas irrigadas e subirrigadas e o desenvolvimento de uma agricultura sustentável – explicou.

O secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Ridoval Chienelato, destacou  a importância do diálogo e da união dos esforços entre os atores envolvidos  em busca da melhor forma de administrar o potencial hídrico da região.

– Precisamos utilizar com responsabilidade um bem tão precioso, para nosso desenvolvimento – disse.

O  secretário de Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Pedro Neto,  afirmou que o governo federal está apoiando a iniciativa do Tocantins e contribuindo para que os estudos técnicos sejam elaborados.

– Para que não resta dúvidas com relação à efetividade da subirrigação, porém com total responsabilidade ambiental.

Segundo o consultor da FAO, José Roberto Borget, é necessária a defesa enfática da agricultura irrigada sustentável no país.

César Halum, destacou necessidade de implantação de plano para garantir uso adequado de recursos hídrico (Foto: Manoel Junior/Governo do Tocantins)
César Halum, destacou necessidade de implantação de plano para garantir uso adequado de recursos hídrico (Foto: Manoel Junior/Governo do Tocantins)

– Identificamos, no Brasil, uma área de 5 milhões de hectares  a ser desenvolvida, mas somente aumentando a produtividade. O grande desafio desta região em estudo no Tocantins  é utilizar menos água, com mais eficiência, maior produtividade e redução do desperdício – enfatizou.

*Fonte: Secom/Governo do Tocantins, com edição de Cerrado Rural Agronegócios