SHARE

Da Redação*

Já está aberta a janela para plantio de sementes de soja nas várzeas tropicais tocantinenses, no período de 20 de abril a 31 de maio, na região que compreende os municípios de Lagoa da Confusão, Pium, Formoso do Araguaia, Guaraí e Dueré, conforme estabelece a Instrução Normativa nº 6, de 9 de abril de 2019. Já o prazo para a colheita encerra no dia 30 de setembro. A informação é da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec).

A informação é da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) (Foto: Ascom/Adapec)
A informação é da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) (Foto: Ascom/Adapec)

De acordo com o gerente de Sanidade Vegetal da agência, Marley Camilo, a partir deste ano, o prazo para a janela de plantio nas várzeas tropicais foi reduzido em 15 dias em relação aos anos anteriores para atender uma recomendação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Formoso e também diminuiu em 10 dias o prazo para colheita.

Por isso é importante que os produtores rurais fiquem atentos a estes novos prazos – alertou Marley, acrescentando que possíveis prorrogações só ocorrerão em casos de excepcionais.

O plantio de soja nas várzeas tropicais é autorizado pela agência neste período, em condições de excepcionalidade para produção de sementes ou pesquisa. Porém, a Adapec exige o cadastramento da área plantada até o 5º dia útil após o fechamento da janela de plantio, preenchimento do formulário de cadastro, plano de trabalho, termos de compromissos e croqui da área plantada. Vale informar, que o plantio de soja nas demais regiões do estado continua proibido, conforme prevê a legislação.

Para garantir a segurança fitossanitária das lavouras quanto à Ferrugem Asiática da soja, a Adapec monitora permanentemente toda a área plantada nas várzeas tropicais desde a semeadura até a colheita e orienta os produtores quanto a aplicação de fungicidas.

Na semana passada uma equipe da Adapec visitou estas regiões orientando os produtores sobre a redução da janela de plantio e demais alterações contidas na IN 6/2019.

– As várzeas tropicais possuem uma grande importância estratégica na produção de sementes de qualidade com alto grau e vigor de germinação que abastece o mercado interno e nossos estados vizinhos, por isso, mantemos constantemente o monitoramento de pragas nesta região durante toda a safra – disse o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

Para realizar o cadastro da lavoura o produtor deve fazê-lo nos escritórios da agência, devendo antes, realizar o download dos documentos necessários no site da Adapec, no endereço: www.adapec.to.gov.br, preenchê-los e depois entregá-los.

Em 2018, foi plantada nas várzeas tropicais uma área de 60.270 hectares de sementes de soja.

*Fonte: Ascom/Adapec, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY