SHARE

Da Redação*

Representantes da empresa GenoMar Genetics, do grupo alemão EW, estiveram neste início de semana reunidos com o secretário da Indústria, Comércio e Serviços do Tocantins (SICS), Ridoval Darci Chiareloto. Eles vieram em busca de incentivos fiscais para investimento do grupo no estado.

A empresa apresentou seu projeto para o governo do estado (Foto: Governo do Tocantins(
A empresa apresentou seu projeto para o governo do estado (Foto: Governo do Tocantins)

Líder mundial em genética de tilápia, o grupo pretende instalar um centro de melhoramento  genético da espécie no estado, desta vez, no município de Monte do Carmo (Fazenda Serra da Tilápia), região central do estado, com um investimento de R$ 7 milhões, e previsão de gerar, aproximadamente, 30 empregos diretos.

O EW já atua no Tocantins, produzindo alevinos de tilápia, por meio de outra empresa, a  Aquabel, genuinamente brasileira, com 75% de suas ações vendidas para ao grupo alemão. Esta planta de produção está localizada na Fazenda São Paulo, tradicional produtora de alevinos de nativos no Tocantins. Agora o grupo busca incentivos fiscais e segurança organizacional e política que possibilitem a implantação do novo projeto a longo prazo.

Segundo o engenheiro ambiental e de produção, Dyego Santana Reis, representante do grupo, as matrizes produzidas em Monte do Carmo serão distribuídas para o Brasil, e outros países, como México e Colômbia, por exemplo.

Atualmente a GenoMar possui filiais nas Filipinas, Singapura e China, além de parceiros espalhados pelos cinco continentes. Na América do Sul, a GenoMar possui parceiros no Brasil ( Aquabel) e no Equador (Aquamar SA). A sede da empresa está localizada no centro de Oslo na Noruega.

– A reunião com o secretário busca consolidar a entrada da Genomar, no estado do Tocantins, com a produção de matrizes que serão distribuídas para as indústrias filiadas ao grupo para a produção de alevinos – explicou o engenheiro ambiental e de produção.

IMG-20181130-WA0037De acordo com o diretor executivo da Genomar, Alejandro Tola Alvarez, a escolha do Tocantins se deu em virtude de  vários fatores, como a qualidade dos recursos hídricos e a ausência da indústria da tilápia no Estado o que “nos dá uma maior garantia sanitária e de ausência de enfermidades, no setor, que é muito importante para a nossa atividade genética”.

Para o diretor, outro fator determinante foi o grande potencial para a produção de tilápia no estado, além do clima, que permite produção da espécie o ano inteiro.

– A Genomar combina recursos e experiência em melhoramento agenético para fornecer produtos exclusivos ao mercado de tilápia – afirmou.

Consolidação projeto

O secretário Ridoval Chiarelot se colocou à disposição do grupo para ajudar a consolidar o projeto de expansão da empresa, tendo em vista que o governo do estado já vem desenvolvendo ações em pólos produtivos para alavancar o arranjo produtivo da piscicultura, com forte investimento no setor.

Chiareloto aguarda agora a empresa apresentar o projeto de viabilidade econômica e técnica para que a concessão dos benefícios fiscais possa ser aprovada junto ao Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico [CDE].

– O Governo do estado tem total interesse em ajudar a viabilizar o projeto, já   que foi aprovado, recentemente, pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente, a criação de tilápia em tanques-redes nos lagos tocantinenses – afirmou o secretário.

*Fonte: Ascom/SICS, com edição de Cerrado Rural Agronegócios

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY