Mais cuidado com meio ambiente e a sustentabilidade no agronegócio tocantinense são temas defendidos e apresentados pela equipe oficial do Tocantins na COP 23, em Bonn, na Alemanha. A comitiva é liderada pelo governador do estado, Marcelo Miranda.

Nesta terça-feira, 14, durante os intervalos dos painéis do Amazon Bonn, que ocorre dentro da Conferência, Marcelo Miranda, conforme sua assessoria, cumpriu agendas paralelas: visitou o pavilhão da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 23), e teve audiência com o embaixador da Noruega, Nils Martin Gunneng.

Durante o encontro com o embaixador, Miranda fez uma breve exposição de ações e projetos do Tocantins, resultados e lições aprendidos no processo de proteção e de uso sustentável (Foto: Pedro Barbosa/Secom-TO)
Durante o encontro com o embaixador, Miranda fez uma breve exposição de ações e projetos do Tocantins, resultados e lições aprendidos no processo de proteção e de uso sustentável (Foto: Pedro Barbosa/Secom-TO)

Durante o encontro com o embaixador, Marcelo Miranda fez uma breve exposição de ações e projetos do Tocantins, resultados e lições aprendidos no processo de proteção e de uso sustentável. Dentre eles, o Pró-Solar e o CAR – Cadastro Ambiental Rural.

– Consideramos como bastante produtivo esse encontro. O embaixador demonstrou interesse em conhecer melhor as propostas do Tocantins – avaliou.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, coronel Yuri Tenório, explanou sobre o Comitê de Prevenção à Amazônia (Copam). A organização destina-se preservar, prevenir e conservar a região amazônica, especialmente de ações relacionadas às queimadas.

Ao final, o embaixador solicitou encontro posterior, com representantes do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado, “de forma a visualizar melhor os projetos do Tocantins”, disse o embaixador, mostrando-se interessado em mais detalhes sobre o que lhe foi apresentado.

Ao final, ficaram agendados dois encontros: um com o subsecretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fábio Lelis e outro com o coronel Yuri Tenório.

Discurso na Alemanha em nome da Amazônia Legal

Após um dia inteiro de apresentações de painéis pelos governos da Amazônia Legal, o chefe do Executivo tocantinense defendeu a união e a integração dos estados da região, como forma de somar medidas viáveis e reais para a redução do desmatamento.

Realizado nesta terça-feira, 14, no Museu de Arte Bonn, o evento contou com a presença de autoridades e organizações nacionais, internacionais e da Comitiva do Tocantins.

Para Marcelo Miranda, diante de todas as discussões abordadas nos painéis, é evidente a necessidade de fortalecimento, união e integração dos Estados Amazônicos.

– Não podemos mais pensar o meio ambiente de forma unilateral. Precisamos valorizar e valorar nossos recursos naturais – afirmou.

Para justificar seu pensamento, Marcelo Miranda citou o fato de a Amazônia Legal corresponder a um total de 61% do território brasileiro.

– São mais de cinco milhões e 200 mil quilômetros quadrados de extensão, onde vivem, aproximadamente, 23 milhões de pessoas.

O governador do Tocantins foi enfático com a seguinte afirmação:

– Não estamos brincado de defender o meio ambiente. Estamos aqui para tomarmos, cada vez mais, a consciência de que a realidade ambiental é crítica, afeta as nossas florestas e nossa própria sobrevivência.

Miranda afirmou também que existem desafios e que eles requerem uma atuação firme e integrada do Governo Federal, dos estados, sociedade civil, iniciativa privada e da Cooperação Internacional.

– Os recursos naturais de que dispõe a Amazônia Legal, ao lado do seu povo, é seu maior patrimônio. E é nossa obrigação defendê-los – pontuou.

Uma vez falando em nome dos nove governadores da Amazônia, Marcelo Miranda destacou os agradecimentos ao Governo Alemão, pelo empenho na realização do Amazon Bonn. Não se esqueceu de parceiros da Amazônia Legal a exemplo do Governo da Noruega, que investe via Fundo Amazônia, e também do Governo Britânico.

Agenda Comitiva

O governador e comitiva tocantinense seguiram na manhã desta quarta-feira, para Ulm, também na Alemanha, onde se reunirão com o presidente mundial da Magirus, Marc Diening. A Comitiva deve visitar a Fábrica da Magirus.

Da Secom/TO, com edição de Cerrado Rural Agronegócios