SHARE

*Da Ascom/Monsanto

A expertise da Monsanto no desenvolvimento de biotecnologias deu um novo passo mirando o resultado final das lavouras de soja brasileiras, e os visitantes da feira Showtec 2018, em Maracaju (MS), poderão conhecer a nova geração de soja que está sendo desenvolvida pela empresa, a INTACTA2 XTEND™.

Em um estande exclusivo da marca, os produtores poderão saber mais sobre essa nova plataforma que elevará seu patamar de produtividade, além de entregar soluções para proteção contra lagartas e plantas daninhas.

O Showtec ocorre entre os dias 17 e 19 deste mês (Fotos: Divulgação)
O Showtec ocorre entre os dias 17 e 19 deste mês (Fotos: Divulgação)

A soja com a tecnologia INTACTA2 XTEND™ ampliará o controle de plantas daninhas, incluindo as de folhas largas resistentes ao glifosato, como buva, caruru, corda-de-viola e picão-preto. Outro aspecto importante desta tecnologia é a adição de um gene que faz com que ela seja tolerante ao herbicida dicamba, além do glifosato, o que a torna um novo recurso para o agricultor, possibilitando a adição de mais um mecanismo de ação para a cultura de soja e contribuindo também para o manejo da resistência.

– A Monsanto sempre aplicou seus esforços para entregar ao produtor soluções que aumentem sua produtividade e facilitem o dia a dia na lavoura. Foram realizados grandes investimentos em biotecnologia para o desenvolvimento da soja INTACTA2 XTEND™, que, além de proporcionar tolerância a herbicidas, também confere ampla proteção contra as principais lagartas da cultura da soja –  afirma o gerente da Monsanto para a América do Sul, Fábio Passos, responsável pelo lançamento da soja INTACTA2 XTEND™.

A INTACTA2 XTEND™ é uma evolução da INTACTA RR2 PRO®
A INTACTA2 XTEND™ é uma evolução da INTACTA RR2 PRO®

As três proteínas Bt presentes na soja INTACTA2 XTEND™ proporcionam um manejo mais robusto de lagartas que já são alvos da soja com tecnologia INTACTA RR2 PRO®, como a lagarta-da-soja, a lagarta falsa-medideira e lagarta-das-maçãs e também protege a lavoura contra danos das principais espécies do gênero Spodoptera, além da helicoverpa e elasmo, que causam danos na cultura da soja. Fábio Passos reforça a importância de o produtor adotar práticas de Manejo Integrado de Pragas (MIP) também com esta nova plataforma.

Necessidade do refúgio

– O refúgio é uma das principais ferramentas que temos hoje para preservar os benefícios da tecnologia Bt encontrada nas sojas INTACTA2 XTEND™ e INTACTA RR2 PRO®. Desta maneira, conseguimos retardar a seleção de insetos resistentes e, consequentemente, minimizar possíveis danos econômicos ao produtor – enfatiza o gerente da Monsanto.

Para isso, a empresa colocará à disposição do agricultor variedades de alto potencial produtivo para refúgio, tolerantes ao glifosato e dicamba.

Para garantir a adaptabilidade da soja INTACTA2 XTEND™ no Brasil, a Monsanto utiliza novos métodos de melhoramento genético em seus sete programas de melhoramento (com banco próprio de germoplasma) e em parceria com os principais obtentores da tecnologia no mercado. Isso permite ampliar o alcance dos testes em regiões com diferentes tipos de clima, solo, entre outros aspectos. A previsão, de acordo com as aprovações internacionais, é que a soja com tecnologia INTACTA2 XTEND™ esteja em campos demonstrativos de produtores brasileiros na safra 2019/20, para ser comercializada a partir de 2020.

Outros produtos das empresas ligadas a Monsanto estarão em vitrines, também.

 

*Com edição de Cerrado Rural Agronegócios. As informações técnicas deste material é de responsabilidade da fonte de informação.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY